IndyCar: Vítima de acidente, Kanaan se recupera e finaliza entre os 10 primeiros em SP

Brasileiro foi tocado quando ocupava a terceira colocação na prova paulista.

O início da São Paulo Indy 300 parecia promissor para o brasileiro Tony Kanaan, da Andretti Autosport, pois largou na sexta colocação e já ocupava a terceira posição quando foi acertado na traseira pelo carro desgovernado de Alex Tagliani, vítima do causador do embrólio, o inglês Dan Wheldon. A batida jogou Kanaan para fora da pista e o fez perder uma volta em relação ao líder, ocupando o 18o posto. Logo em seguida, a chuva caiu forte no traçado paulista e ocasionou a sua interrupção ao ser agitada a bandeira vermelha. Sem chuva e a pista secando, a disputa continuou e Tony ainda recuperou a volta de desvantagem e conseguiu finalizar na 10a posição após uma sequência de ultrapassagens.

“De longe não foi o resultado que eu esperava, mas sempre procuro olhar por um lado positivo e acho que o meu carro estava ótimo e até fizemos a segunda melhor volta da corrida. De verdade, foi uma corrida que me diverti, apesar de antes da última bandeira amarela estava muito sozinho. Na reta da Marginal Tietê dava para pensar na vida”, brincou o brasileiro. “Mas infelizmente a gente não controla o carro dos outros e fui vítima de um acidente de corrida. Não acho que a culpa é do Dan (Wheldon) porque isso acontece em automobilismo. A minha equipe fez um excelente trabalho e acho que estamos muito melhores do que o ano passado. É uma pena você perder a chance de brigar pela vitória por coisas que você não controla, ainda mais, justamente na prova em casa. Mas estou bem feliz porque o público aqui foi incrível comigo. Eles levantavam e me aplaudiam toda a vez que passava na reta dos boxes, independente da posição que eu estava. É de arrepiar mesmo! A Band, a Prefeitura e todos os envolvidos estão de parabéns pelo grande evento que mostraram para todos”, destacou o campeão de 2004.

A vitória da São Paulo Indy 300 ficou com o australiano Will Power, da Penske, seguido por Ryan Hunter-Reay, da Andretti Autosport. Vitor Meira, da AJ Foyt, fez a festa dos brasileiros ao completar o pódio e subir com a bandeira nacional. A segunda etapa de 2010 será no dia 28 de marco, novamente em circuito de rua, em St. Petersburg, na Flórida. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *