Informações: Radiex alerta para a importância da troca correta do óleo

Consultor técnico da Radiex esclarece a questão sobre o que a ‘condição severa’ presente no manual dos automóveis.

Apesar de existir um tempo médio na recomendação de troca do óleo do veículo, a indústria automotiva e petrolífera está ciente de que, existem ocasiões em que o veículo é utilizado em condições mais severas, e com isso, o desgaste com o óleo do motor é muito maior, sendo assim, a troca deve ser realizada em um período menor do que o recomendado. Graziano Oliveira, consultor técnico da Radiex Produtos Automotivos, explica que cada caso deve ser analisado separadamente. 
“É por este motivo que os fabricantes fazem duas recomendações, nos seus manuais do proprietário. Uma delas é o que pode se chamar de – operações de serviços ideais, e a outra são para operações de serviços severos. No caso da primeira opção, consiste em direção em velocidade relativamente alta, em estradas pavimentadas e em áreas livres de poeira”, explicou Graziano.
Por outro lado, muitos motoristas não se enquadram na primeira opção, neste caso devem seguir as recomendações para operações de serviços severos, que incluem viagens inferiores a 16 quilômetros, dirigir em estradas de terra, ou com poeira, em locais com temperaturas baixas, que impedem o aquecimento do motor, reboques e trailers. Segundo Graziano, estas são as condições que a maior parte dos motoristas enfrenta no dia-a-dia.
“Um tipo freqüente e severo de direção, são as viagens curtas, com muitas paradas e partidas. Nessas condições, os motores não alcançam as temperaturas operacionais normais, especialmente no tempo frio. Para sua proteção, o motorista deve reconhecer essas operações de serviço severo, e obedecer às recomendações dos fabricantes do veículo, no momento da troca do óleo”, frisou. 
Assim como as trocas de óleos são convenientes a intervalos regulares, é igualmente importante que os filtros de óleo sejam trocados de acordo com as recomendações apresentadas no manual do veículo. 
É preciso também, que o consumidor fique atento quanto às siglas nas embalagens dos produtos, para não se confundir na hora da troca. Os óleos lubrificantes para motor possuem duas siglas, uma é a SAE e a outra a API. A classificação SAE – Society of Automotive Engineers – determina a viscosidade do lubrificante e é composto por um ou dois números separados pela letra “W” do inglês winter que significa inverno. Isto é, possui aditivos para baixar o ponto de mínima fluidez, permitindo trabalhar em regiões de baixas temperaturas. A classificação API – American Petroleum Institute – especifica o desempenho que um óleo deve ter para atender a uma determinada classificação de serviço. Exemplo: API SL atende a especificação de desempenho do lubrificante e SAE 15W40 atende a especificação de viscosidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *