Interlagos apresenta pintura reflexiva como inovação

O Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 desenvolveu o que considera um método inovador em termos de segurança na categoria. Em vistoria realizada na última quarta-feira, o autódromo de Interlagos apresentou a pintura reflexiva.

Na cor verde limão, as faixas localizadas na reta de chegada têm como objetivo dar maior visão de profundidade aos pilotos em caso de neblina ou chuva. A inovação é exclusividade de Interlagos e pode ser aderida por outros circuitos pelo mundo em caso de sucesso.

“É uma questão de segurança. Segundo pilotos da Stock Car, em dias de pouca visibilidade, eles usavam a cobertura da arquibancada como referência, para saber que estavam na reta. Assim, em um dia de nevoeiro forte, a pintura se sobressai”, explicou Vitor Aly, secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras.

De acordo com a prefeitura, foram investidos R$ 28,7 milhões em infraestrutura para a realização da prova neste ano, além de outros R$ 7,4 milhões nas obras do autódromo, a fim de atender às normas de segurança da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Além da pintura reflexiva, o pavimento da pista teve trechos de asfalto substituídos e recebeu a aplicação de ranhuras para melhorar a aderência dos carros. O pit lane – área em frente aos boxes – passou por pintura, e a pista teve sinalização revitalizada.

A organização da prova também está providenciando a instalação de barreiras de pneus, grades de proteção, defensas metálicas, lavadeiras (zebra em relevo) e iluminação.

“Em termos de pista, as principais obras que fizemos foi o grooving (ranhuras), que nasceu aqui no Brasil e foi copiada para outros autódromos do mundo. Temos feito coisas inovadoras na Fórmula 1. Foram R$ 7 milhões investidos neste ano”, concluiu Vitor Aly.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *