IRL: Brasileiros comentam a participação em mais um treino paralizado

Depois de apenas 1h 27min de treinos válidos pelo Pole Day, a chuva voltou a cair sobre Indianápolis. Confira a declarações dos brasileiros que irão participar:



Hélio Castroneves – Marlboro Team Penske – carro 3 e 3t, foi mais uma vez o 3o. mais rápido – 227.888mph / 39.4931seg – sobre a frustração de mais um dia de chuva: “É um pouco frustrante pelo fato de você toda a hora nesse….mexe com os nervos, vamos dizer assim, né?! Uma hora você tá pronto para um clima de classificação, de repente pára, aí vai de novo…..e pára, aí vai de novo…e pára. Se fica acordando todo os dia às 6hrs da amnhã pr aver se vai ter treino….e não. Então, tudo isso acaba mexendo um pouco com todo mundo….com a emoção de todo mundo. Mas como eu disse, hoje é Dia das Mães então a Mãe Natureza tem direito de fazer que ela quer hoje.“ – sobre a desvantagem da tomada de tempo para o Grid ser tão próxima do Bum Day – “a única vantagem que nós teríamos agora que não estar dando oportuniadde para os outros pilotos melhorarem o carro, parece que apenas 2 times tem condições de estar disputando legal a primeira fila, então talvez isso seja um ponto negative mas faz parte, vai fazer o que, tem que manter um ritmo bom e esperar pelo melhor” – atividades durante os dias de chuva – “pra te falar a verdade, a gente tenta procurer o melhor plano pra executar n’uma suposta…suposto do que els vão fazer se fosse somente 30 minutos de treino, o que a gent epode fazer. Então a gente designou vários planos, A, B, C pra ter certeza de que se um deles aconteça, a gente sabe o que fazer. Mas fora isso , só esperando o dia acontecer porque até agra nenhum dos planos que a gente fez, aconteceu.”

Tony Kanaan – Team 7-Eleven – carro 11 e 11T, foi o 6o. mais rápido – 226.389mph / 39.7545seg – sobre o longo dia de chuva: “Ah, acho que foi um final-de-semana frustrante para todo mundo. Choveu dois dias, a gente queria muito ter resolvido logo a classificação pra você pode pensar diretamento na corrida mas, infelizmente não deu. Não foi uma coisa que a gente consegue controlar, a Mãe Natureza quis assim então vamos ver. Essa semana agora tem que trabalhar no carro de corrida, não acho que a gente tem que concentrar muito na classficação e Sexta-feira a tarde começar a pensar o que a gente vai fazer pro Sábado porque com certeza a classificação é importante, mas acho que a corrida vale muito mais.” – com relação aos novatos perante a classificação do Grid tão próximo do Bump Day – “eu acho que sim, eu acho que todos classificando no mesmo dia, eles tem mais chance porque agora todo mundo vai ter pelo menos uma chance de larger na Pole. A gente não andando esses três dias e as equipes pequenas só iam andar na semana que vem, acabou os ajudando bastante e é isso que vai fazer que a corrida fique muito mais competitive, muito mais emocionante pros fans porque com certeza vai botar o grid muito mais perto” – durante os dias de chuva….”cuida da mulher, limpa o ônibus, olha pro teto, conversa com os engenheiros. É difícil você arrumar tanto tempo n’uma pista de corrida, sem andar de carro, pra ter o que fazer. Então eu tento….ficar no computador conversando com os engenheiros pr aver o que a gente pode fazer, mas tem uma hora depois de três dias direto, chovendo o dia inteiro, você acaba não tendo mais o que converser com ninguém. Então é aquela coisa, deitar no travesseiro e dormer um pouquinho também.”

Felipe Giaffone – ABC Supply Co./AJ Foyt Racing – carro 14 e 14T, foi o 20o. mais rápido – 220.722mph / 40.7753seg – fazendo o que pode com o pouco tempo de treino comparado ao ano passado: “Hoje eu andei, dei lá 7 voltas, o carro tá melhor, a gente ainda tem muita asa no carro, dá para melhorar bastante o tempo só que, de novo, eu andei mais o ano passado antes da classificação chegando no ultimo dia Bump Day, do que até agora….até agora, acho que desde o primeiro dia que eu tô aqui eu dei 37 voltas, então realmente a gente tá muito longe da onde a gente deveria estar. Então acho que essa chuva e tudo indo pra outra semana, que eu acho que é o que vai acontecer, pra gente é bom porque dá pra gente treinar um pouco mais o carro pra classificação e tentar tirar o máximo aí do carro“ – maior competitividade perante as maiores equips – “é, porque eles vieram treinar, a maioria das equipes vieram treinar aqui antes da corrida do Japão, treinaram aqui….teve um dia que não choveu e todo mundo treinou e eu não andei…o AJ tinha que viajar, então a gente tá muito atrás aí em tempo de pista, né?! Então a gente realmente precisa andar bastante pra começar a tirar mais “downforce” do carro e o carro começar a andar mais rápido” – nos dias sem treino – “a gente não tem nada, de um lado é muito ruim porque você precisa andar pra saber o que você precisa mexer, então a gente não anda e não tem o que fazer. A gente fica aqui limpando o carro e esperando o próximo treino. Agora que e gente andou hoje um pouco a gente já tá pensando em algumas coisas par melhorar pra próxima vez que a gente for pra pista então isso aí já ajuda bastante.”

Vítor Meira – Panther – carro 4 e 4T, foi o 14o. mas veloz – 224.761mph / 40.0426:  “Bem, a gente tem que andar, isso é o que falta pra gente e a gente tá rápido, se não me engano a gente está entre os 10, claro que tem sempre o que não dá pra saber sobre as outras equips, mas é tentar acertar o carro o máixmo psosível com o pouco tempo que a gente teve, isso que é o que mais interesa agora. Não sei se vai ter a tomada na hora ou não….até agora me foi dito que tá tudo no horário, mas começou a chover então acredito que não vai estar. Mais uma vez eu acho que se chover um pouco mais forte e realmete molhar a pista de verdade, tem muito pouca chance de ter classificação hoje, vamso ver, eu não sei….a gente tá fazendo tudo de acordo como que se fosse.” – mais proximidade em velocidade no Grid – “tem porque a gente treinou menos, ainda vai existir a dissiparidade de equipe, de informação durante todo o ano e eu acho que essa dissiparidade de equipe ainda vai existir, mas….quanto menos treino pra todo mundo, mais perto todo mundo fica….pelo menos a maioria. Agora sempre vão ter 2 ou 3 times que vão estar lá na frente, por exemplo, Penske e Ganassi, agora estão muito rápido…inacreditavelmente rápidos. Então sempre vai ter a dissiparidade, mas que acho que iguala sim”como tem ocupado os dias sem treino – “pensando no dia de hoje…nada, só fico no motorhome. Tem muita coisa que acontece enquanto tá chovendo que os fans muitas vezes nao veêm, que realmente seria difícil de ver, que é o trabalho de simulação, computador e prestar atenção no detalhe, nas coisas do carro que não deu tempo de fazer. Principalmente pra gente que começou um pouco tarde, que não deu tempo de fazer agora. Então foi ruim não ter andando mas a gente sempre tenta melhorar e ganhar tempo quando a gente não tá na pista”.

Thiago Medeiros – PDM Racing – carro 18 – NOVATO estará colocando seu carro na pista na Quarta-feira.

Ayrton Daré – Sam Schmidt Motorsports: já está com seu carro quase pronto, fez seu assento e estará pronto para treinar na Quarta-feira.


O Autódromo de Indianápolis fecha amanhã e Terça (15 e 16/05) e abre suas portas para a próxima sessão de treinos na Quarta-feira ao Meio-dia, Quinta e Sexta-feira. A Pole Position e as outras 32 posições do Grid serão determinadas no próximo Sábado. Última oportunidade de classificação para o Grid está marcada para o dia 21 de Maio “Bump Day”. Carb Day no dia 26 e a largada para a 90a. Edição da Prova de 500 Milhas de Indianápolis acontecerá às 13hrs do horário de Indianápolis, 14hrs do horário de Brasília do dia 28 de Maio no Autódromo de Indianápolis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *