Kart: 98 Pilotos fazem a abertura do Light 2007

Principal Campeonato do estado de São Paulo reuniu quase uma centena de pilotos em sua prova inaugural de 2007.



O Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri – SP, recebeu no último sábado, dia 10 de fevereiro, a etapa inaugural do Campeonato Paulista Light de Kart 2007. Assim como esperavam os organizadores as inscrições atingiram um número bem satisfatório e beiraram a casa de uma centena de competidores.



Rafael Cançado, promotor da competição e responsável pelos motores da competição, mostrou-se muito satisfeito com a prova. “A primeira etapa do Campeonato é sempre uma incógnita. Assim como os atores se afligem na estréia de uma peça, sentimos o mesmo frio na barriga na primeira prova de uma temporada. Fora isso, depois de toda a especulação e mudanças que estão para acontecer no paulista de kart, ficamos bem apreensivos sobre o número de participantes. Mas, assim como nos anteriores, procuramos manter as coisas como estavam e melhorar o que fosse possível. Ficamos felizes por saber que os pilotos continuam acreditando no Light e fazendo de nossa competição a mais importante do kartismo regional do país. Tivemos pilotos de vários estados do país, inclusive vencendo provas e disputando as primeiras posições. Fatos que anteriormente eram comuns apenas no Paulista”, comemorou o empresário.



Apesar da chuva que assolou a região metropolitana de São Paulo na última semana o sábado foi um dia de muito calor e o sol prestigiou os pilotos com um belo dia de verão.



Na pista, a primeira categoria a fazer a sua prova foi a Cadete. Com 21 pilotos no grid, o maior da etapa, a corrida foi bastante movimentada e teve vários pilotos disputando as primeiras posições. Porém, a grande surpresa ficou por conta de João Pedro Archer. O piloto, Campeão Mineiro de Kart, fez a pole-position e venceu de forma convincente a prova. Mesmo sob os ataques de Erik Gasparini e Yago Cesário, pilotos já experientes na categoria, o piloto não se abalou e recebeu a bandeirada com mais de um segundo de vantagem para os concorrentes. Erik chegou em segundo e Yago em terceiro.



Na categoria Júnior Menor outro mineiro, dessa vez Guilherme Silva, dominou a tomada de tempos e o Top Qualify, largando da pole. Na prova, ele e Guilherme Salas fizeram uma corrida à parte. Porém, na última volta, Salas teve problemas e não conseguiu terminar. Assim, Silva venceu com Cace Almeida em segundo e Lu Kachan, em terceiro.



A prova da categoria Júnior destacou outro piloto de fora. Dessa vez Gabriel Navarrete, de Goiás, dominou todos os treinos livres, a tomada de tempos e o Top Qualify. Porém, ainda na primeira curva da prova, o piloto foi superado por Bruno Bonifácio. Mais algumas voltas se passaram e Navarrete voltou a ponta aí seguido por Fábio Gamberini e Victor Guerin, que havia largado da penúltima posição. Esses pilotos se revezaram na ponta até a penúltima volta, quando Guerin assumiu a ponta para não mais perdê-la até a bandeirada. Na volta seguinte Gamberini ainda superou Navarrete para ocupar a segunda colocação. O goiano chegou na terceira posição.

Na seqüência do dia foi a vez da categoria Master A. Não diferente das outras, pilotos de fora que dominaram as provas. Nilton Cruz Júnior e Rogério Rezende, ambos da Bahia, largaram na primeira e segunda posições e foram primeiro e segundo colocados na prova. A terceira posição ficou com o paranaense Wagner Ebrahim.



Já na prova que reuniu as categorias Master “B” e Super Sênior o piloto Marcos Pinheiro largou da segunda posição, mas, logo assumiu a ponta. Daí por diante, mesmo muito pressionado pelos adversários, ele manteve-se na liderança até a bandeirada final e comemorou a vitória na Master “B”. Wagner Koga chegou em segundo e Marcelo Okazaki foi o terceiro. Na Super Sênior vitória de Luiz Nista, seguido por Massayuki Katsui e Marcelo Rodrigues.



A penúltima prova trouxe-se ao grid a categoria Sprinter “B”. Numa prova muito confusa onde vários pilotos rodaram ou bateram, Guilherme Silva, Bruno Andrade e Bruno Testa dominaram a disputa. Apenas a poucas voltas do final Bruno Andrade firmou-se na liderança e seguiu para a vitória. Bruno Testa chegou em segundo e Sérgio Silva Júnior foi o terceiro.



A última prova do dia foi a da categoria Sprinter “A”. Com vários pilotos conhecidos na pista a diferença ficou realmente nos detalhes. Apesar da pole, o piloto Alexandre Ruiz Filho largou apenas na última posição após ter faltado peso em seu kart na tomada de tempos. Dennis Dirani saiu em primeiro com Vinícius Sammarone em segundo e Victor Carbone em terceiro. Na prova, porém, o piloto veio ganhando rapidamente posições e, com quatro voltas completadas, já ocupava o segundo lugar. Mais algumas voltas se passaram e Dirani administrava a vantagem na ponta enquanto que Sammrone e Felipes Appezato disputavam a terceira posição. Os dois acabaram se tocando e a direção de prova desclassificou Appezato por atitude Anti-desportiva. Sammarone caiu para a última posição, mas veio buscando novamente as posições e acabou recebendo a bandeirada na terceira posição. Ruiz Filho, que vinha relativamente tranqüilo na segunda posição, teve rompido o cabo de acelerador de seu kart e terminou a prova, acelerando o equipamento com a mão. Mesmo assim, conseguiu terminar em quarto. Dirani venceu e André Negrão foi o segundo colocado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *