Kart: Falta de sorte atrapalha Fábio Gomide na rodada dupla do Paulista Light

A indesejável falta de sorte, pelo menos na primeira prova do dia, foi parceira do paulista Fábio Gomide (Alltec Química/ ECR Biotec/ Clariant) no último sábado (16), quando foi realizada a 5ª etapa do Campeonato Paulista Light de Kart, no Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri (SP).

Fábio, que compete na categoria Master A, largava da 3ª posição na primeira prova da rodada dupla do Paulista Light, a primeira do ano. Tal posição, ao contrário das provas anteriores, não veio através de uma boa tomada de tempos e sim depois de boas atuações na primeira fase da competição, quando Gomide finalizou em terceiro lugar. “Pela primeira vez não fizemos tomada de tempos. O regulamento previa que a posição obtida ao final da primeira fase é que determinaria o grid de largada”, explicou o piloto.

Fábio fez boa largada e rapidamente assumiu a vice-liderança da prova de 17 voltas. Quando já estava na 5ª volta, a indesejada parceira chegou e Fábio teve que abandonar com a curva do escapamento quebrada. “Foi muita falta de sorte. Eu estava bem posicionado, rápido e com plenas condições de me manter na posição e até mesmo atacar o líder”, lamentou o piloto.

Mas se a primeira bateria foi motivo para lamentações, a segunda gerou sentimentos opostos. Largando em último, mais precisamente da 12ª colocação, Fábio Gomide fez uma corrida primorosa, ultrapassando oito concorrentes, para terminar em 4º lugar. “Essa foi uma corrida ótima, pois não tive problemas, estava novamente muito rápido. Ultrapassei todos estes pilotos, nenhum deles abandonou para que eu herdasse posições”, vibrou o piloto Alltec Química/ ECR Biotec/ Clariant. “Foi uma pena, porque se não tivesse acontecido o problema na primeira, eu poderia certamente ter brigado pela vitória nas duas. Mas pelo menos a segunda prova mostrou que estou bastante competitivo”, emendou.

A partir de agora o trabalho de Fábio Gomide e de sua equipe, a Quake2, aumentará. “Como nesta rodada dupla não havia descartes, fiquei com um prejuízo bastante grande. Não marquei pontos na primeira prova, enquanto que o vencedor fez 16. Teremos muito trabalho para descontar esta diferença, mas ainda restam muitas provas até o final do campeonato e pessimismo é uma característica que nunca tive”, finalizou Fábio Gomide, Campeão Brasileiro e da Copa Brasil em 2005, que agora ocupa a 8ª colocação na tabela de classificação, com 25 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *