Kart: Gil de Ferran volta no Desafio Internacional das Estrelas

Campeão da Indy 500 e bi da F-Mundial correrá com Felipe Massa em Florianópolis.

Vencedor das 500 Milhas de Indianápolis de 2003 e bicampeão da Fórmula Mundial em 2000 e 2001, Gil de Ferran vai interromper momentaneamente a aposentadoria para correr no Desafio Internacional das Estrelas. O ex-diretor esportivo da Honda na Fórmula 1 aceitou o convite formulado por Felipe Massa e se juntará a uma constelação de astros das pistas capitaneada pelo próprio piloto da Ferrari e pelo heptacampeão Michael Schumacher no Kartodromo dos Ingleses, em Florianópolis, nos próximos dias 24 e 25.

Massa vinha já há algum tempo tentando convencer Gil a participar da prova, mas o “sim” só veio quando os dois se encontraram recentemente durante a gravação do programa “Linha de Chegada”, do SporTv. “Sinto-me lisonjeado pelo convite, mas sei muito bem as dificuldades que me esperam. Estou há muito tempo afastado das pistas e, naturalmente, um pouco enferrujado”, lembra Gil, que terá completado 40 anos durante a segunda edição da corrida na capital catarinense.

Disposto a fazer uma boa figura, Gil promete chegar bem-preparado ao Desafio Internacional das Estrelas. “Vou intensificar os trabalhos físicos”, avisa, animado em afilar a silhueta e reduzir os atuais 90 quilos. A parte técnica, no entanto, é o que mais o preocupa. “Ao contrário dos meus amigos Rubinho Barrichello e Tony Kanaan, que periodicamente correm e treinam, nunca mais andei de kart depois de meu último ano nesse esporte em 1984”, justifica.

Gil, que vive na Flórida (EUA) e Oxford (Inglaterra) com a esposa e os dois filhos, pendurou o capacete em alto estilo ao final da temporada de 2003. Em sua última corrida, ganhou a prova da IRL (Indy Racing League) no Texas. Desde então, nunca mais retornou ao cockpit de um carro de competição. Agora, conta os minutos para o breve regresso a uma carreira vitoriosa desde o kart, onde conquistou alguns títulos entre 1982 e 84. Nas categorias de base, foi campeão brasileiro da Fórmula Ford de 1987 e da Fórmula 3 inglesa de 1992, além de passar com destaque pela Fórmula 3.000 Internacional. Estreou na Fórmula Mundial em 1995, quando venceu uma corrida e foi o melhor estreante do ano. Em 2002, o piloto transferiu-se para a IRL, série na qual encerrou a carreira. “Estou animado e tenho certeza que vou me divertir muito no Desafio Internacional das Estrelas”, conclui.

Em São Paulo, Felipe Massa comemorou a aquisição de mais um nome de peso para a corrida. “Gil sempre foi um piloto de primeira linha. Podem estar certos que vai pegar a mão do kart com muita rapidez e será mais um adversário duríssimo. Essa história de que está fora de forma está me parecendo conversa para despistar. O cara vem para ganhar, não há dúvida.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *