Kart: Gregory Diegues busca títulos do Light e Grande Prêmio RBC

Depois de duas semanas sem participar de competições, o paulista Gregory Diegues (Bad Boy/ Hinkel/ Banco Rendimento), da categoria Mirim, volta às pistas neste final de semana (12 e 13). E para enfrentar duplo compromisso, o que poderá lhe garantir mais dois títulos na atual temporada.

Recentemente homenageado com o Capacete de Bronze na maior premiação do automobilismo brasileiro, Gregory está com muita vontade de competir. E, mais ainda, de vencer.

Neste sábado (12) Gregory disputará a última rodada da Copa São Paulo Light, em rodada dupla. Vencedor da última etapa, ele levará peso extra em seu kart – determinado pelo regulamento – e largará da 4ª posição na primeira corrida do dia. “A primeira corrida tem o grid formado pela posição de cada piloto no campeonato e por isso ele larga em quarto”, explica Evandro Camargo, da Camargo Racing, equipe de Gregory. “E em razão do peso extra ele terá novamente que fazer uma corrida ao estilo Bad Boy, seu patrocinador”, emenda o preparador, que lembra das boas chances de título de seu piloto.

A decisão do Light deverá reunir um grid de 17 pilotos e o título será decidido entre aproximadamente seis deles. “As chances do Gregory são boas e ele certamente repetirá suas melhores atuações, que lhe renderam os títulos do Brasileiro e Granja Viana. Vamos em busca de mais um título”, garante Camargo.

Grande Prêmio RBC – Já no domingo (13) Gregory Diegues disputa o GP RBC, que reúne pilotos classificados ao longo do ano em competições promovidas pela RBC Preparações. Esta será a primeira participação de Gregory em um GP RBC, que oferece a maior premiação do kartismo brasileiro.

“Será uma corrida muito disputada. Acho que teremos cerca de 15 pilotos na pista e, assim como na decisão do Light, a briga pelo título será muito grande e equilibrada”, diz Maurício Diegues, pai do piloto Bad Boy/ Hinkel/ Banco Rendimento. “A premiação é muito interessante e todos os pilotos certamente a querem. Quero desde já parabenizar a RBC, através de seu Diretor, Rafael Cançado, por promover esta última corrida do ano oferecendo o maior prêmio do kartismo no Brasil e por valorizar os pilotos que participaram e prestigiaram seus campeonatos durante o ano”, encerra Maurício Diegues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *