Kart: Interlagos vai girar ao contrário neste fim se semana

Usar o traçado inverso do Kartódromo Ayrton Senna virou uma das marcas da Copa Sorriso Campeão.

O autódromo de Interlagos, em São Paulo, é um dos poucos do mundo em que se corre no sentido anti-horário. Já o kartódromo da cidade, que fica ao lado do circuito principal, não segue esse padrão, já que tem sua primeira curva para a direita. Desde 2004, no entanto, os organizadores da Copa Petrobras Sorriso Campeão resolveram inovar e inverteram o sentido do traçado, deixando-o mais parecido com o “circuito-mãe”, localizado do outro lado do muro do Kartódromo Ayrton Senna.

A idéia deu tão certo e foi tão bem-recebida pelos pilotos que vem sendo posta em prática todos os anos desde então, e tornou-se uma característica da Copa Sorriso Campeão. A quarta edição do evento será realizada neste domingo (5), e reunirá pilotos de seis categorias. “É como se corrêssemos em outro lugar. Interlagos é um terreno neutro, onde todo mundo treina muito. Ninguém leva vantagem por correr em casa nessa pista porque, na verdade, até mesmo os pilotos de outros estados têm intimidade com esse traçado. Por isso, correr na Copa Sorriso é um grande barato. É uma chance única de fazer as curvas de maneira diferente”, analisa o piloto Gabriel Tojal, que faz sua estréia na categoria Graduados A, a mais importante do kartismo nacional.

Recém chegado à categoria, Gabriel treinou durante boa parte do mês de janeiro em diversos circuitos paulistas (como o de Aldeia da Serra), já que o Kartódromo de Interlagos permaneceu fechado. A pista deveria ter sido reaberta na semana passada, mas só hoje (sexta, 2) foi liberada para treinos. “Fiz uma boa pré-temporada e me sinto bem adaptado ao kart da Graduados A. Consegui tempos competitivos nos treinos e esse primeiro desafio servirá para que todos os pilotos que estão chegando à categoria avaliem seu potencial para este começo de ano”, completou.

Além de correrem no sentido invertido do Kartódromo de Interlagos, os pilotos terão outros dois atrativos para participar da Copa Petrobras Sorriso Campeão. Um deles é técnico, e o outro, financeiro. “Tecnicamente, usaremos pneus de tarja branca, que são mais constantes que os amarelos e exigem que o piloto seja capaz de manter o desempenho no limite por várias voltas. Esse é um grande aprendizado e também uma preparação para a final da Seletiva Petrobras, que usa esses mesmo compostos da MG”, explicou o piloto.

Garantir vaga para a final da Seletiva Petrobras faz parte do atrativo financeiro oferecido aos pilotos que disputarão a Copa Sorriso Campeão. Além de disputarem R$ 12 mil em prêmios ao longo do fim de semana (valor dividido entre as seis categorias que compõem a Copa), os Graduados A e B concorrerão a duas vagas na final da Seletiva, que oferece, no total, R$ 77 mil aos campeões. “Conseguir a vaga já no primeiro evento do ano é ótimo. Espero sair da Copa Sorriso já garantido na final”, finalizou Tojal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *