Kart: Light teve sétima rodada com GP RBC

Neste sábado, dia 11, o Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri, região metropolitana paulista, recebeu os competidores da Copa São Paulo Light para a sétima rodada do ano. As provas, disputadas em um dia de extremo calor, foram válidas pela segunda etapa do segundo turno do Campeonato e ofereceu classificação em todas as categorias para o GP RBC, competição que será realizada no final do ano.

Como tem acontecido em toda a temporada a programação da prova foi dividida em dois turnos. As classes Mirim, Cadete, Júnior Menor e Júnior competiram pela manhã e as outras categorias correram à tarde.

Rafael Cançado, promotor do campeonato e responsável pela manutenção e fornecimento de todos os motores comentou a etapa. “Foi um sábado de corridas extremamente disputadas e com vários pegas isolados em todas as categorias.  Tivemos uma queda que considero natural no número de participantes, acredito que em virtude da proximidade com o Sul-Americano, que será disputado na próxima semana no Rio Grande do Sul. Gostaria de salientar também que estamos mudando alguns procedimentos no sistema de entrega e lacração dos motores afim de exterminar alguns contratempos que tivemos nas duas últimas etapas”, explicou o empresário.

Na pista a primeira corrida foi da categoria Mirim. Raikkonen Sakzennian fez a pole, mas, não teve folga durante toda a bateria. Juan Andreu Neto, que largou ao seu lado, ficou toda a bateria no seu encalço e logo ambos abriram grande vantagem para o restante do pelotão. Raikkonen acabou vencendo com Juan em segundo e Gianluca de Castro ficou com o terceiro lugar.

A segunda prova do dia foi da Cadete. O mineiro Sérgio Sette Câmara, que em toda a temporada tem sido bastante regular e disputa a liderança do campeonato, finalmente conseguiu sua primeira vitória após uma das mais emocionantes corridas do ano. Ao lados dos irmãos Vitor e Matheus Olivério, Gabriel Sereia, Bruno Bertoncello e Gustavo Bandeira os meninos deram um verdadeiro show. Grandes ultrapassagens e muita desportividade marcaram a prova que foi encerrada com um diferença de apenas quatro décimos entre o primeiro e o quarto colocado. Sette Câmara venceu seguido por Bertoncello e Matheus Olivério.

Pela Júnior Menor a corrida lembrou um pouco a da Cadete com disputas muito intensas. Na ponta, Vitor Batista e Vinícius Paparelli abriram um pouco em relação ao pelotão e começaram uma briga particular pela liderança. A três voltas para o final Paparelli assumiu a ponta, mas, na penúltima volta Batista tocou seu kart tirando-o da disputa. Pela manobra Vitor foi desclassificado e quem levou a melhor foi Rafael Martins que, vinha em terceiro a duas voltas do final e, pela confusão, acabou ficando com a vitória. Renato Júnior terminou em segundo e Artur Fortunato, em terceiro.

Outro piloto que desde 2009 não vencia no Light foi Yago Cesário, da Júnior. O goiano, gêmeo de Yuri, fez uma grande prova largando da pole-position e conseguindo, na segunda metade da corrida, abrir uma vantagem que lhe permitiu seguir até o final sem ser ameaçado e comemorar muito a vitória. O paraguaio Emílio Kevin, que registrou a volta mais rápida da prova, chegou em segundo e Flávio Matheus foi o terceiro colocado.

Após os pódios da manhã as atividades da tarde foram iniciadas com a Sprinter. O potiguar André Flor fez o que no automobilismo é conhecido por “hat-trick” finalizando a corrida com a pole-position, melhor volta e vitória. Ele cruzou a bandeirada com quase cinco segundo de vantagem para Lucas Costa, que chegou em segundo. A terceira posição ficou com Ricardo Landucci.

Os Graduados vieram na sequência da programação e tiveram Bruno Bonifácio como pole-position. O piloto da equipe Mauro Competições logo abriu do pelotão aproveitando-se principalmente das disputas pelas posições logo atrás dele. Mereceu destaque a corrida do campeão brasileiro Victor Franzoni que, após largar da última posição, em apenas uma volta já era o quarto colocado e, na metade da corrida chegou ao segundo lugar, mas, já sem chances de tentar uma aproximação de Bruno que seguiu tranquilo para a vitória. Franzoni cruzou a linha em segundo e Renan Paparelli foi o terceiro.

Apesar de ter registrado a pole na Super Sênior o paulista Massayuki Katsui não suportou a pressão de seus adversários e logo perdeu posições na corrida. Doglas Pierosan e André Matinha assumiram a ponta e brigaram entre si pela vitória até a bandeirada fina. Matinha, que é o Rio de Janeiro, acabou vencendo com Pierosan em segundo e Massayuki em terceiro.

Encerrando o sábado de competições Master “A” e “B” tomaram o traçado. Luis Midon fez a pole geral e não teve muito trabalho durante a corrida. O piloto abriu um pouco nas primeiras voltas e, no decorrer da prova, conseguiu administrar a diferença deixando as brigas da segunda posição para trás. Ele venceu com Rodrigo Rocha em segundo e Alessandro Xavier, em terceiro. Pela classe “B” mereceu destaque a corrida do vencedor Ricardo Thomaz que não tomou conhecimento da maior experiência dos adversários da classe principal e recebeu a bandeirada na segunda posição geral. Na categoria a segunda posição ficou nas mãos de Ussama Ferdinian e terceiro posto coube à Ezequias Sena.

O Light entra em um recesso de três semanas e retoma as atividades no sábado, dois de outubro, véspera das eleições, com as corridas válidas pela terceira etapa do segundo turno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *