Kart: Maluhy lidera primeiros treinos das 500 Milhas de Kart

No primeiro embate com os motores oficiais, sorteados horas antes pelos organizadores, Felipe Maluhy estabeleceu a volta mais rápida das duas sessões iniciais de treinos oficiais das 500 Milhas da Granja Viana de Kart.

Nesta sexta-feira, aproveitando a pista seca do final da manhã, o piloto da Stock Car cravou o tempo de 57s369 e levou a melhor sobre astros da Fórmula 1 e da Fórmula Indy que abrilhantam a 12ª edição da prova. Amanhã, a ordem de largada dos 65 karts ao estilo Le Mans será conhecida ao final das tomadas classificatórias e do Top Qualifying.

Companheiro de equipe de Christian Fittipaldi, Mário Haberfeld, Vítor Meira e Charlie Fonseca, Maluhy reconheceu que o chassi Tony Kart, em tese, “dobra” menos que os Míni e Birel da maioria dos adversários. “O kart não agarra tanto no asfalto quente porque os pneus não geram tanto calor. Em contrapartida, isso deve mudar nos ensaios noturnos”, completou Maluhy, que aproveitou o longo dia em Cotia para trabalhar na avaliação dos motores. Defensor da causa dos animais, Maluhy – ao lado do colega e vice-líder da Stock Car Marcos Gomes e de um grupo de jornalistas que participa da corrida – ainda vestiu a camiseta do grupo “Piloto Amigo dos Animais” para apoiar a campanha “Adotar é Tudo de Bom”, que visa a reduzir a enorme população de cães de rua do Brasil.

Maior atração da prova, Felipe Massa fechou as duas sessões com o segundo tempo entre os 18 times convidados e em 5º no geral. “Andei pouco, apenas com a pista seca, e gostei do resultado. O motor pareceu bom e o kart também está legal de chão. Mas estamos apenas no começo. Ainda temos de andar com todos os seis motores da equipe para saber quais são os melhores. E o que conta mesmo é a partir de amanhã”, minimizou, antes de voltar ao cockpit para os testes noturnos. O vice-campeão da Fórmula 1 tem como parceiros o irmão Dudu, mais Xandinho Negrão, Allam khodair, Felipe Lapenna, Felipes Apezzatto e Victor Guerin.

Uma das novidades da sexta-feira foi a presença de Cristiano da Matta na Barrichello Racing. O ex-piloto da Toyota na Fórmula 1 e campeão da Fórmula CART de 2002 está quase totalmente recuperado do acidente nos treinos em Elkhart Lake em 2006, quando atropelou um cervo e, em conseqüência, superou uma cirurgia no cérebro e o período em coma. “Treinei com pista molhada e era o mais rápido com pneus de chuva. Mas nem era esse o objetivo. Não andava na Granja Viana desde 1998 e precisava me readaptar ao circuito, porque o traçado andou mudando nestes últimos anos”, explicou.

Rubens Barrichello apareceu no kartódromo, mas nem trocou de roupa. Amanhã, em função de outros compromissos pessoais, não virá á Granja Viana para as tomadas de tempo. A pista, que mede 1.160 metros, será aberta às 11 horas para a primeira classificatória (Grupo A) de 15 minutos; depois, será a vez do Grupo B e, finalmente, dos convidados, todos com a mesma duração. Os cinco mais rápidos de cada grupo e os 18 convidados voltarão em seguida para decidir a pole no Top Qualifying, no qual cada piloto terá direito a apenas uma volta lançada.

Os 10 melhores dos dois primeiros treinos das 500 Milhas da Granja Viana:

1 – Tony Kart/Fitipaldi, 57s369 (72,791 km/h)
2 – Nitro 500 Racing Team, 57s541
3 – Jamil, 57s459
4 – Espanhol Racing, 57s550
5 – Massa Blausiegel Team, 57s550
6 – Carioca Kart Sport, 57s557
7 – Barrichello Racing Team, 57s566
8 – MV Racing, 57s583
9 – Tony Kart/Fittipaldi, 57s606
10 – Dolly/Targh 400, 57s614

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *