Kart: Motores ruins e acidente tiram Pedro Cardoso da disputa pelo título da Copa Centro-Oeste

Brasiliense teve dificuldades com o desempenho dos motores e ainda envoveu-se em acidente.

A oitava rodada da Copa Centro-Oeste foi disputada no kartódromo Waltinho Ferrari, em Brasília (DF), em duas provas, válidas respectivamente pela 15ª e 16ª etapas do campeonato.


 


Pedro Cardoso (Omnicom), piloto da categoria Mirim, treinou durante a semana com motores próprios, e manteve-se em condições igualdade com seus rivais de pista, que também fizeram testes.


 


Entretanto, no sábado, dia da primeira prova, o piloto recebeu um motor com rendimento muito baixo, ficando cerca de dois segundos mais lento que os líderes. Mesmo trocando o motor duas vezes, o rendimento não melhorou.


 


 O Campeão do GP Brasil deste ano foi então para a primeira prova sabendo que não teria a menor condição de acompanhar os rivais, e terminou na última posição.


 


Na segunda bateria, após mais duas trocas de motores (uma antes do warm-up e outra após), Pedro largou determinado a recuperar posições e marcar pontos importantes para o campeonato. Apenas neste momento o piloto pôde perceber uma sensível melhora no equipamento, fazendo a segunda passagem cerca de 1,6 segundos mais rápido do que andara na bateria anterior.


 


Entretanto, envolveu-se em um acidente ao ultrapassar um dos concorrentes. Na entrada da reta dos boxes, já com o kart bem à frente, Pedro não percebeu que o outro piloto estava entre ele e os pneus de proteção. O pára-choques traseiro de Pedro enganchou-se no dianteito de João Victor Coqueiro que, menos experiente, não freou e acabou pressionado contra a perigosa barreira de pneus, batendo forte.


 


 “Sabemos da responsabilidade do Pedro no episódio, não vamos negar isso. O João Victor deveria ter freado, mas ele ainda não tem essa malícia. O Pedro, como um piloto bem mais experiente, deveria tomar mais cuidado. Nós vamos conversar bastante esta semana sobre isso.” disse Sérgio Cardoso, pai do piloto, após a prova.


 


Sérgio ainda fez observações importantes sobre o assunto “Além do kartódromo ser perigoso, a disparidade entre os motores causa problemas, pois coloca um piloto de ponta no extremo oposto do grid. Isso gera nervosismo e desconcentração, principalmente porque eles ainda são crianças.” – e acrescentou – “Esse modelo de competição com motores sorteados está muito desvirtuado, virou uma loteria, principalmente agora no final da temporada. Eu, Nelson Piquet, Rafael Bradra e outros pais de pilotos tivemos uma reunião no mês passado com representantes da Federação Goiana e da RBC, pedindo providências. Eles se comprometeram a arrumar isso, mas essa corrida mostrou que não o fizeram.”


 


Pedro também se pronunciou sobre o acidente: “O João Victor é meu amigo, eu nunca faria nada que machucasse ele, e nem a qualquer outro piloto. Vou ligar para ele para ver se ele está bem e pedir desculpas.”


 


Mesmo sem possibilidades de vencer a Copa Centro-Oeste, Pedro vai disputar a próxima etapa, em Goiânia (GO), buscando o vice-campeonato. Ainda este ano inicia os treinos com equipamento da categoria Cadete, pela qual vai competir em 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *