Kart: Pneus podem ter influência decisiva na edição de 2008 das 500 Milhas da Granja Viana

Pela primeira vez na história, corrida na Granja Viana terá largada durante o dia. João Gonçalves aposta na experiência da equipe Targh 400 nesse tipo de prova para brigar pela vitória.

A 12ª edição da prova de kart mais famosa do país, a 500 Milhas da Granja Viana, promete um desafio diferente para pilotos e equipes. Pela primeira vez desde que foi criada – em 1997 – a corrida que coloca na pista feras do automobilismo internacional contra kartistas de diferentes classes, terá sua largada e a maior parte de suas 644 voltas sob luz do dia.


 


A 500 Milhas da Granja Viana sempre foi marcada pela tradicional largada à meia-noite – e por mergulhar madrugada adentro com os karts disputando freadas no circuito da região de Cotia, na Grande São Paulo. Em 2008, porém, de olho nas maiores possibilidades de marketing para corridas diurnas, os organizadores mudaram o horário de largada para as 13h do sábado.


 


Com um maior número de voltas realizadas sob sol e temperaturas mais altas, o cuidado com os pneus deverá ser fundamental na estratégia de todas as equipes. Os compostos de borracha podem sofrer desgaste excessivo caso a temperatura do asfalto esteja muito elevada – uma possibilidade que é reduzida com a prova noturna, já que não há a presença do sol.


 


A equipe gaúcha Targh 400, bicampeã brasileira de corridas de kart de longa duração, já trabalha para a possibilidade de enfrentar forte calor no sábado. Por isso, os treinos dessa semana visam o acerto do kart para pneus usados. É essa experiência do time que anima o piloto João Gonçalves (Kart-Mini/Dolly/AMF/Alpinestars) – que vai dividir o kart principal da equipe com Raphael Mattos (F-Indy) e Oswaldo Negri (Grand-Am).


 


“Por ser uma especialista em provas de longa duração, a Targh 400 conhece o comportamento do kart e dos pneus quando a pista está muito quente. Uma prova de mais de 600 voltas é diferente de uma corrida tradicional de kart, que tem 5% dessa duração, e por isso é preciso trabalhar para que o consumo de pneus seja reduzido. Quem souber cuidar melhor desse item do kart será favorito à vitória”, comentou João durante os treinos na Granja Viana.


 


O regulamento da 500 Milhas de Kart estipula que cada equipe tenha direito a dois jogos de pneus completos, mais três pneus dianteiros – para tomada de tempos e corrida. Esses compostos são fabricados pela empresa gaúcha MG Pneus, especialista em pneus para kart – e são do modelo chamado ‘vermelho’, de maior durabilidade.


 


“Na corrida durante a noite, os pneus agüentam tranquilamente o ritmo. Neste ano, correr sob a luz do dia com um kart que deve pesar no mínimo 200 kg, será uma novidade para a maioria das equipes. Essas são situações que a Targh conhece bem e isso me deixa confiante”, ressaltou João Gonçalves.


 


A meteorologia aponta que o sábado em São Paulo deve ser abafado, com aumento de nuvens no final da manhã e possibilidade de pancadas de chuva durante a tarde. A temperatura máxima deve chegar aos 28º C. A largada da 500 Milhas será às 13h e a prova terá duração de, no máximo, 12 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *