Kart: Rodrigo Kubiczewski esperava mais do Brasileiro em Farroupilha

Um pouco decepcionado e com um pouco mais de “bagagem”. Foi esta a forma que o gaúcho Rodrigo Kubiczewski (JPK Comércio e Representações/ Cavan) encontrou para resumir sua participação na 1ª fase do Campeonato Brasileiro de Kart, que foi encerrada no último sábado (14) em Farroupilha (RS).

Piloto da categoria Sudam, a mais importante do torneio e também a que reunia os melhores pilotos do kartismo nacional nesta fase, Rodrigo enfrentou dificuldades com o equipamento. “Pelos treinos prévios que fizemos em Farroupilha eu tinha condições de terminar entre os três primeiros. Tivemos alguns problemas, principalmente com acerto de chassi, e acabei não podendo atingir meus objetivos”, lamentou o piloto. “Mas evoluímos muito em relação ao Sul-Brasileiro e acho que nas próximas competições os bons resultados começarão a aparecer”, emendou.

Rodrigo Kubiczewski compete pela MSC, com apoio da Kart Mini, e em vários momentos da prova foi prejudicado por uma antiga lesão nas costelas, que em Farroupilha teimou em reaparecer, também porque em um dos treinos ele acabou escapando e bateu na proteção de pneus. “A pista de Farroupilha é fantástica, mas em algum lugar dela tem alguma zebra ou algo assim que faz com que a dor nas costelas retorne. Na Aldeia e em Bauru, por exemplo, que tem curvas tão rápidas quanto em Farroupilha, eu não sinto estas dores, que acabaram por me atrapalhar um pouco também”, disse o piloto de Porto Alegre (RS), que ainda lamentou. “Se não fosse um acidente em que fui envolvido na largada da última prova, quando eu estava em quinto, eu poderia ter terminado entre os cinco primeiros”.

Ao final das quatro baterias que disputou o piloto JPK/ Cavan terminou em 7º lugar entre 15 competidores, o que não deixa de ser um bom resultado. “A Sudam é uma categoria muito difícil, onde qualquer probleminha te joga para trás. Fico contente, pois mesmo assim, ao final de tudo, superei pilotos vencedores de campeonatos nacionais”, avaliou o piloto, que decidiu não competir na 2ª fase da competição, que começa no próximo dia 24, em Salvador, onde disputaria na Graduados A. “Prefiro me recuperar bem da lesão nas costelas e chegar preparado para a Copa Brasil”, encerrou, referindo-se a outro importante evento do kartismo nacional, que será disputado em outubro, em Ipatinga (MG).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *