Kart: Sábado de poucas alegrias para a Sabiá Racing na Granja Viana

Foi um sábado bastante atípico para a Sabiá Racing, equipe acostumada a subir nos mais altos degraus do pódio nas competições do kartismo brasileiro. A equipe, que tem no comando o preparador Cláudio Dantas, o Sabiá, disputou a 4ª etapa da Copa São Paulo Granja Viana e os resultados não foram os usuais, principalmente em razão de incidentes na pista.

Na Júnior Menor a Sabiá Racing foi representada por Felipe Ferrareto, que marcou o 4º tempo na tomada. Largando por fora, Ferrareto foi tocado e perdeu o bico de seu kart, sendo obrigado a parar para efetuar o reparo. Mesmo com uma bela prova de recuperação, Ferrareto acabou em 7º lugar, abaixo do esperado pelo próprio piloto e por sua equipe.

Situação bastante semelhante viveu o paranaense João Horto, que competia na Shifter Kart. Horto partiu da 6ª posição no grid de largada, mas um toque também o fez perder o bico do kart e, após a parada para reparo, o piloto terminou em 13º.

José França, que competia na Executive, não chegou a tempo de participar da tomada de tempos e acabou tendo que largar em 28º, a última posição no grid de largada. França já vinha em ótima prova de recuperação e estava em 12º, quando bateu e foi obrigado a abandonar. Fernando Croce, que competia na mesma categoria, enfrentou o peso da estréia em uma pista praticamente desconhecida – ele havia disputado apenas duas 500 Milhas na Granja Viana. Porém, a experiência que lhe deu vários títulos e vitórias importantes, fez com que ele finalizasse em 5º lugar.

Matheus Protti enfrentou uma verdadeira maratona, já que ainda tinha que enfrentar os últimos 30 minutos da etapa anterior da categoria Stock 125, encerrada prematuramente em razão do infarto sofrido por Hirano Toyohiro. Nesta prova Protti acabou tendo que cumprir um time penalty aplicado de maneira errada pelos Comissários Desportivos da prova. “O Matheus teria ganho a corrida, mas esta punição, mal aplicada, acabou tirando-lhe a vitória. Os Comissários erraram e pediram desculpas pelo erro. Não havia nada o que fazer e aceitamos o pedido”, disse o chefe da equipe.

Na prova que efetivamente valia pela 4ª etapa, com duração de 50 minutos, Protti largou em 2º, mesma posição em que finalizou a prova. As chances de vitória eram grandes e o triunfo realmente poderia ter acontecido. Porém, no momento da parada obrigatória, o tráfego nos boxes era intenso e isto impediu que Matheus Protti vencesse a competição. “Não foi mesmo um bom sábado, mas é assim mesmo. Sempre falamos isto nestas situações, mas é verdade, tem dias em que as coisas não saem do jeito que planejamos. Poderíamos ter ganho, nossos pilotos tinham equipamento para ganhar. Mas está tudo tranqüilo, contamos com os descartes e certamente todos nossos pilotos brigarão por vagas nos play-offs”, finalizou Sabiá.

O próximo desafio da equipe será a primeira rodada dupla do ano na Copa São Paulo Light, a ser realizada neste sábado (7) em Aldeia da Serra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *