Kart: Uma festa para cinco mil pessoas

A inauguração do Kartódromo do Velopark reuniu mais de cem pilotos lendários do Brasil e Uruguai, outras centenas de esportistas da atualidade, cerca de 4500 convidados, além de outros tantos colaboradores que tornaram possível a festa realizada neste final de semana em Nova Santa Rita.

Na cerimônia ocorrida às 20h de sábado, as palavras do piloto e sócio-proprietário Felipe Johannpeter e do piloto e sócio-administrador Jhonny Bonilla refletiram a emoção daquele momento para todos que participaram da festa. Felipe homenageou os Legends garantindo que se não fosse pela luta que travaram pelo automobilismo, o Rio Grande do Sul não teria o destaque no esporte que possui hoje. Jhonny destacou a importância do trabalho em equipe para o sucesso e realização do Velopark, disponibilizando o empreendimento para a comunidade. Representando os Legends, o piloto Marcelo Aiquel agradeceu o empenho dos proprietários do parque. “A partir de hoje vivemos uma nova era no automobilismo do estado”, concluiu Aiquel. Jorge Fleck também agradeceu a homenagem, garantindo que num país onde não se tem memória, esta seria a melhor forma de agraciar as pessoas que colaboraram com o esporte. Os pilotos presentearam os sócios com o macacão usado na década de 80 pelo piloto veterano Francisco “Chico” Feoli, autografado pelos mais de cem lendários que estavam no autódromo. A peça deve servir de estímulo para a criação de uma área destinada a memória do automobilismo no Velopark. Jhonny Bonilla e Felipe Johannpeter também receberam placas comemorativas de pilotos da categoria Cadete.

Emocionado, o conselheiro do Velopark Klaus Gerdau Johannpeter destacou que o parque é muito mais do que um investimento, é uma realização de um grupo unido pela amizade e com a intenção de promover o automobilismo. O prefeito de Nova Santa Rita, representantes da Ipiranga, CarHouse Toyota, Comoto e Diadora, empresas parceiras do Velopark no evento também compareceram a cerimônia e homenagearam o novo empreendimento.

A programação incluiu quatro corridas disputadas pelas crianças entre 8 e 11 anos da Cadete (Prova Cadete), representantes dos meios de comunicação (GP Imprensa), pilotos lendários (Legend Drivers) e equipes do Brasil e Uruguai em karts das categorias Sprinter e Master (500 Milhas).

500 MILHAS VELOPARK

A prova de 500 Milhas contou com a participação de 30 equipes do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Mato Grosso e Uruguai que começaram a chegar nas dependências do kartódromo já na sexta-feira, quando nos turnos da tarde e da noite realizaram os primeiros treinos livres. Passava oito minutos da zero hora do dia 30 de março quando foi dada a largada. A pole foi conquistada no sábado pela equipe gaúcha TARGH 400 2, do kart número 40, dos pilotos Pedro Gomes, Fernando Wortmann, Douglas Hair, Vinicius Freire e Luis Fernando Costa. O tempo de volta foi 1min07seg052. Na categoria Master, o kart 15 da Equipe Bremil foi o melhor colocado nos treinos classificatórios, conquistando a 16ª posição no grid de largada. No total foram 17 equipes da Sprinter e 13 da Master.

Com duas horas e meia de prova, um susto. O kart 4 da equipe uruguaia saiu da pista após um toque com outro competidor, capotou e foi atingido por outro concorrente, quando já estava parado. O piloto foi atendido pela equipe médica, mas não sofreu ferimentos maiores. Durante toda a madrugada, a prova foi intensamente disputada entre os quatro primeiros colocados que se alternavam a cada hora. A briga entre a MG Pneus, Metalmoro 1, Bremil e Nitrogenius foi emocionante. Nos minutos finais das 500 Milhas, a equipe líder – MG Pneus – tinha apenas uma volta de vantagem sobre as outras três concorrentes, fazendo com que pilotos e integrantes das equipes permanecessem com um olho na pista e outro nos monitores de cronometragem para saber quem seria o vencedor.

Na última volta, faltando menos de um quilômetro para terminar, a roda do kart 00 da Metalmoro, então líder da prova, quebrou, ficando parado no meio da pista. Foi o suficiente para a Bremil (RS) do kart 85 passar a frente e ganhar a corrida na categoria Sprinter após 529 voltas, ou seja, 848 quilômetros. A equipe já havia feito a melhor volta da prova: 1min06seg584 na volta 67. A Metalmoro (RS) ficou em segundo no pódium com 528 voltas completadas, seguida da Nitrogenius(PR), MG Pneus (RS) e MV Loctite Racing (SP). Na Master, a vitória ficou com o kart 4 da equipe Barbarita Racing Team do Uruguai, que completou 502 voltas, chegando na posição número 11 na geral das 500 Milhas. Os pilotos abriram boa vantagem sobre a Kart Shop Racing, segunda na categoria.

Entre os astros da prova esteve o ator Marcos Breda da Rede Globo.

GP LEGEND DRIVERS

O trio da pesada conquistou a vitória na prova mais esperada da noite. Nada menos que 67 pilotos distribuídos em 22 equipes dos lendários pilotos tomaram a pista e fizeram vários pegas em 36 voltas de corrida. A turma não deixou barato e deu uma aula para quem estava participando da festa de inauguração do Velopark.

A prova dos Legends foi vencida pelo trio Guaraci Costa/Luiz Fernando Costa/Odilon Menezes. O segundo colocado, Luis Castro, Waldir Buneder e João Sant’Anna chegaram apenas 16seg381 dos vencedores. Sérgio Fleck, Luiz Fernando Cruz e Alexandre Buneder ficaram em terceiro a seis segundos do segundo colocado.

GP CADETES

A prova destina aos pilotos iniciantes com idade entre 8 e 11 anos abriu o dia de competições em duas baterias de 12 voltas. A primeira foi vencida por Bruno dos Santos e a segunda por Matheus Leist. Completou o pódio da cadete na classificação final a piloto Bruna Tomaselli.

GP IMPRENSA

Quarenta e cinco jornalistas, representando os meios de comunicação do estado, Curitiba e São Paulo disputaram em prova de uma hora de duração, o Grande Prêmio Imprensa/VELOPARK. Divididos em três grupos de 15 pilotos, os jornalistas realizaram uma tomada de tempo classificatória de onde saíram os 20 que poderiam disputar a corrida. A pole foi conquistada pelo repórter Fábio Zanatta do Boca no Mundo Produções. O comunicador Rafael Ferreira da UPF TV venceu a corrida. Diego Venzon foi segundo, seguido de Nelson Amaral, Eduardo Tomedi, Marcelo Matusiak. A prova foi bem disputada e a turma da caneta, câmeras e microfones mostrou que entende de pista também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *