Mil Milhas: Omega V8 da Katalogo Racing surpreende na classificação e figura entre os favoritos em sua categoria

Carro ficou pronto apenas para os treinos desta semana e mostrou ótimo desempenho. A equipe, que terá pai e filha ao volante, vai largar em segundo na categoria STC, além de estampar a logomarca do SpeedRacing.com.br na sua carroceria.



O Omega com motor V8 semelhante ao da Stock Car montado pela Katalogo Racing para as Mil Milhas Brasileiras deste sábado (21) surpreendeu alguns dos favoritos e vai largar na segunda posição na categoria STC. Por não ter ficado pronto a tempo da pré-classificação, o carro foi para a pista pela primeira vez na semana que passou e, por esse motivo, seu desempenho era uma incógnita até mesmo para o piloto e chefe da equipe, Fernando Parra.


O pouco tempo para o desenvolvimento, no entanto, não impediu que o Omega fizesse frente até mesmo aos modelos importados de sua categoria e, nos treinos de classificação, ficou a apenas meio segundo do tempo da Alfa 156 da equipe Tekprom.


 


Não sabíamos como o carro iria se comportar e o desempenho nos surpreendeu. Esse modelos tem muita velocidade e acredito que o motor suporte bem as quase 12 horas de corrida. Agora teremos pela frente um teste de resistência e acredito que será possível terminarmos a prova bem colocados”, disse Parra, que correrá em dupla com sua filha Fernanda na edição que marca os 50 anos de criação das Mil Milhas.


 


Fernanda, que no ano passado competiu com esse mesmo chassi no Campeonato Paulista de Automobilismo, gostou do desempenho do novo motor, que tem 100 cv a mais que o anterior e é mais resistente. Aindapara melhorar muita coisa no carro e por isso o clima é de muito otimismo. Vamos para essa prova sabendo que temos um bom equipamento nas mãos, e bastante confiantes”, declarou.


 


Pai e filha farão as Mil Milhas Brasileiras juntos pela segunda vez consecutiva. No ano passado, eles largaram na quarta posição e ocupavam o mesmo lugar na corrida quando tiveram que abandonar por quebra no propulsor. Para este ano alteramos justamente o motor, e isso nos deixou bem mais competitivos. A maior parte das equipes veio para essa corrida com uma estrutura muito boa, e essa competitividade deixa a disputa ainda mais interessante”, finalizou Parra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *