Moto 1000 GP: Primeiros treinos em Interlagos elevam expectativa

Moto 1000 GP abre temporada prometendo disputas acirradas
Primeiro dia de treinos livres do novo evento da motovelocidade nacional aumenta ânimo dos organizadores em Interlagos

Bastaram os primeiros treinos livres do Moto 1000 GP, nesta quinta-feira (7), para aumentar o clima de expectativa para o primeiro dia de provas no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos. Na preparação para as corridas que serão disputadas na sexta-feira (8) e no domingo (10). As equipes tiveram duas horas de treinos livres, divididas em quatro turnos de meia hora, sendo dois turnos pela manhã e mais dois à tarde.

“Essa primeira rodagem dos pilotos na competição nos mostrou coisas boas. Primeiro, estão todos animados e confiantes. Segundo, toda a estrutura do evento teve a oportunidade de acertar os ponteiros para abrirmos o Moto 1000 GP com muita qualidade. Os nossos times estão em campo para fazer história”, diz, otimista, o heptacampeão brasileiro de motovelocidade Gilson Scudeler, que é um dos organizadores do evento.

Scudeler destaca que o grupo de pilotos é bastante homogêneo, o que deve proporcionar constantes disputas ao longo das provas. “Os pilotos estão pensando a médio prazo, aproveitando o caráter profissionalizante do nosso projeto”, afirma. Ele destaca inclusive que muitos dos pilotos são bastante jovens e talentosos, “o que traz a expectativa de que em pouco tempo novos talentos da motovelocidade brasileira surjam durante as etapas do Moto 1000 GP”.

Outro organizador do Moto 1000 GP, Alexandre Barros também se mostra animado e destaca que o primeiro dia foi importante para o acerto de detalhes técnicos. “Trabalhamos intensamente hoje para acertar esses detalhes, como segurança, serviços médico e de resgate. Ao final do dia, estamos todos muito animados”, conta Barros, piloto brasileiro que obteve maior projeção internacional no cenário da motovelocidade.

Quanto ao aspecto esportivo, Alexandre Barros espera disputas acirradas em todas as categorias. “Nesse primeiro dia todo mundo andou bastante para buscar os acertos mais adequados. E essa disputa vai ficar bem clara nesta sexta pela manhã quando teremos os treinos oficiais cronometrados para composição do grid”, afirma o piloto, que também trabalhou bastante durante o dia para ajudar as equipes no acerto dos equipamentos para a pista. “Estamos todos ansiosos e confiantes. O Moto 1000 GP é uma realidade”, conclui.

O Moto 1000 GP tem patrocínio oficial de Petrobras, Lubrax e BMW Motorrad, apoio de Michelin e Beta Ferramentas e parceria técnica de Servitec Dinamômetros, W2 Boots, Vaz, Akrapovic, K&N e MRA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *