Moto: Jorge Neto comemora 25 anos de sua vitória na 100 Milhas de Daytona

No dia 12 de março de 1983 o jovem brasileiro chegou em Daytona e surpreendeu os campeões.

Antonio Jorge Neto, um dos pilotos da equipe Eurofarma-RC de Stock Car, comemora hoje, dia 12, o 25º. aniversário da vitória que obteve na 100 Milhas de Daytona, única do Brasil na história da competição, disputada em 1983, nos Estados Unidos. Conhecido na motovelocidade como Netinho, na condução de uma Yamaha TZ 250 derrotou os favoritos da competição, Jim Filice, dos Estados Unidos, também com Yamaha TZ 250, e Com Law, da Irlanda do Norte, com Ehrlich com motor Rotax 250.

Depois de conquistar diversos títulos de campeão paulista, brasileiro e sul-americano e de obter o quarto lugar no Grande Prêmio da Itália, Jorge Neto decidiu competir em Daytona pelo fascínio que a pista norte-americana sempre exerceu sobre ele. Com a ajuda do pai e do mecânico, o uruguaio Jacinto Sarachu, Jorge Neto comprou poucos dias antes da prova a Yamaha TZ 250 na qual realizou alguns acertos previstos no regulamento e inscreveu-se na competição.

Entre os mais de 300 pilotos inscritos, obteve o 12º. nas provas de classificação, que selecionaram os 68 participantes. Na corrida, procurou manter uma atuação pautada pela cautela até familiarizar-se com o ritmo imposto pelos adversários, já acostumados com o ambiente da pista norte-americana.

Ao longo da corrida, Jorge Neto ganhou posições até aproximar-se dos principais líderes, os quais superou com ultrapassagens arrojadas. Além da vitória, Jorge Neto também estabeleceu a volta mais rápida da prova, com o tempo de 2 m15 s e velocidade média de 163 km/h.

Após a conquista de Daytona, Jorge Neto não aceitou convite para integrar uma equipe profissional, nos Estados Unidos, porque tinha o objetivo de disputar o campeonato mundial. Mas, de volta ao Brasil, sofreu acidente no autódromo de Interlagos. Depois de se recuperar das fraturas, não conseguiu o patrocínio necessário para a temporada internacional e optou pelo automobilismo.

Em automóveis, estreou na Fórmula Fiat em 1992, categoria em que ficou até 1999, com a conquista de três vice-campeonatos. A partir de 2000 participou da Stock Car e desde o início conquistou importantes resultados, mantendo-se entre os pilotos mais destacados.

A partir de 2005, Jorge Neto passou a defender a Eurofarma-RC, pela qual sempre esteve entre os líderes e, em 2006, conquistou o vice-campenato. No ano passado, ao lado de Cacá Bueno, conquistou o título por equipe e, este ano, espera ajudar o time a conquistar o tricampeonato da Copa Nextel Stock Car.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *