MotoGP: Kawasaki oficializa saída da MotoGP

O que já era dado certo nos bastidores da MotoGP acabou se confirmando nesta quinta-feira: devido à crise financeira, a Kawasaki anunciou o fim de suas atividades esportivas, o que deve deixar a edição 2009 do Mundial de Motovelocidade com apenas 17 pilotos inscritos.

A informação, que havia sido publicada primeiramente pelo diário italiano Tuttosport ainda em 30 de dezembro do ano passado, ganhou ares de oficial por meio de comunicado solto à imprensa pela Kawasaki, que alegou que “a rápida mudança no ambiento dos negócios” exigiu “contramedidas para lidar com essa situação”.

Por fim, a marca ainda agradeceu “a todos os fãs e a todas as pessoas” que a apoiaram durante os dois anos em que permaneceu na MotoGP, sendo que, em entrevista concedida à agência de notícias Reuters, o representante da montadora, Katsuhiro Sato, revelou que os japoneses vinham considerando a decisão desde dezembro.

Com a confirmação da informação, a categoria ficará com apenas três fábricas, a italiana Ducati e as também japonesas Honda e Suzuki. O anúncio ainda traz prejuízos aos pilotos Marco Melandri e John Hopkins, que terão de se desdobrar para permanecer no grid de 2009.

Até agora, a única especulação que pode garantir o futuro para o italiano e o norte-americano é a possibilidade de a Kawasaki firmar parceria com a Aspar, time dirigido por Jorge Martínez e que vem aparecendo bem nos Mundiais de 125cc e 1250cc. Em conversa com a Gazzetta dello Sport nesta quarta-feira, o ex-corredor espanhol admitiu que aceitaria ser uma espécie de equipe-satélite da montadora.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *