Motovelocidade: Brasileiro volta ao Rio Grande do Sul após sete anos

O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade retoma neste fim semana as atividades da temporada 2006, quase dois meses depois da disputa da primeira etapa. Os pilotos das categorias 125cc, 250cc, 500cc, Supersport e Superbike vão disputar as provas da segunda etapa neste domingo (7) em Santa Cruz do Sul. É a primeira apresentação da categoria no circuito, inaugurado em 2005. O Rio Grande do Sul não recebia o Brasileiro desde 1999.

A novidade exigiu maior empenho por parte das equipes no trabalho de preparação. O Team Scud Petrobras, por exemplo, trabalha em Santa Cruz do Sul desde o último sábado (29). A equipe, que conquistou os quatro últimos títulos da Supersport com o piloto Gilson Scudeler, atua em duas categorias. Na Superbike, tem Pierre Chofard e o próprio Scudeler, vice-líder da temporada. Na Supersport, é representada por Bruno Corano e Danilo Andric.

O trabalho iniciado nos treinos de sábado e domingo (30) teve seqüência na última quarta-feira (3), quando maioria das equipes participantes estiveram na pista para testes coletivos. “É uma pista seletiva. As áreas de escape são amplas, mas estão em desnível em relação à pista”, observou Gilson. “O traçado é muito técnico. No final da reta dos boxes, por exemplo, há uma curva muito fechada, a largada deverá ser um momento crítico da corrida”.

A prova em Santa Cruz do Sul vai marcar a estréia das duas novas motos de Scudeler e Chofard. Eles passam a contar com o modelo 2006 da Honda CBR 1000RR. “A nova moto tem uma diferença enorme de chassi, é um modelo que inspira confiança”, diz o piloto. “Em apenas dois treinos, seguindo as orientações da fábrica, conseguimos um acerto muito competitivo, marcamos voltas rápidas e com constância. Estamos satisfeitos”, ele aponta.

A eficiência do novo equipamento foi reforçada pelo acerto de suspensão fornecido pela Öhlins e o novo modelo de escapamento da Akrapovic, empresas que se juntam a BR Petrobras, GP Lubrax, Honda, Arlen Ness, Shark, Samacar, Black Vision, Pro Heads, Luna, Calfin e Alpinestars na lista das patrocinadoras do Team Scud Petrobras. “Como o trabalho foi produtivo, tivemos tempo para testar várias configurações diferentes de acerto”, comenta.

Gilson é vice-líder do Brasileiro da Superbikes. Na prova de 12 de março em Interlagos, foi superado por Pablo Martins na linha de chegada – ficou a dois décimos de segundo do vencedor. Chofard foi terceiro naquela corrida e mantém a mesma posição na classificação do campeonato. Na Supersport, Corano e Andric, os outros pilotos do time, aparecem em terceiro e quarto lugar, respectivamente. O líder é o mineiro Philippe Braga Thiriet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *