Motovelocidade: CBM anuncia mudanças do Novo Campeonato Brasileiro de Motovelocidade

A Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) divulgou uma série de novidades para o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade de 2009, depois de reunião realizada recentemente em São Paulo, SP.

A competição passará a contar com seis categorias. A 125cc, a 250cc, a 600 SPORT (para motos carburadas), a 600 SPORTi (para motos injetadas), a Superbike Light e a elite do motociclismo nacional Superbike, considerada a F-1 da motovelocidade.

A principal novidade entre as novas categorias será a Superbike Light, que contará apenas com pilotos iniciantes que desejam competir com as motos mais potentes do mercado nacional. Na última etapa do Brasileiro de 2008, em Interlagos, a Superbike teve recorde de inscritos com 52 pilotos.

“Decidimos criar a nova categoria para dar chance aos iniciantes de começarem em uma bateria só pra eles, separado dos pilotos mais experientes”, disse Carlos Senise, coordenador da categoria.

Todas as mudanças do Novo Campeonato Brasileiro de Motovelocidade foram realizadas visando segurança e economia aos pilotos. Tudo seguindo as solicitações e reivindicações dos participantes e equipes. Há quase um mês, a CBM vem recebendo sugestões e de maneira democrática a entidade está procurando atender ao interesse maior de todos os envolvidos.

A CBM optou ainda em fazer uma série de mudanças no regulamento da competição, para que o custo fique mais baixo e mais pessoas possam competir. Na SBK, por exemplo, haverá a limitação de três jogos de pneus por corrida e proibição de treinos privados na pista da prova 15 dias antes de cada etapa. Além disso, a categoria passa a ter somente uma bateria por etapa.

Ainda visando baratear os custos de competição, a CBM extinguiu a Superpole, onde os dez melhores tempos retornavam a pista no sábado de treinos para definir a pole-position. Agora, será apenas um treino cronometrado entre todos os participantes de cada categoria, para definir o grid de largada.

O sistema de pontuação da competição também será novo. A partir de 2009, a CBM passa a adotar em todos os seus campeonatos o sistema com os vinte primeiros pontuando. Com isso a expectativa é que o campeonato ganhe ainda mais emoção. O piloto que liderar o maior número de voltas e quem fizer a pole leva um ponto extra cada.

Motocicletas

As motos aptas a competir também sofreram muitas mudanças no Novo Campeonato. Pela primeira vez a competição será multimarcas em todas as categorias, sendo que oito montadoras diferentes poderão competir.

Com a liberação de novas marcas, a CBM, seguindo os padrões europeus, optou por alterar o regulamento técnico e a inspeção das motos passa a ser limitada em peso e potência. A aferição será feita através de balança e dinamômetro. As três primeiras motos dos treinos e corridas serão medidas e pesadas, devendo seguir os parâmetros exigidos no regulamento, que está pronto e será divulgado em breve. Outras duas motos poderão ser sorteadas aleatoriamente para averiguações. A CBM vai diminuir o número de itens a serem vistoriados e será mais rigorosa e atenta aos itens de segurança. As marcas poderão investir em igualdade de condições.

Outra novidade será a permissão do combustível álcool nas motocicletas, em todas as categorias, como medida de economia, uma vez que a moto ganha potencia, sem necessidade de investir em peças especais.

Mais novidades

Este ano, o campeonato ganhará ainda uma série de atrações paralelas. Continua o Moto-passeio e possibilidades de palestras, shows de acrobacia e outras novidades estão sendo programadas. Para assistir a este grande show, os patrocinadores das equipes terão condições especiais nos camarotes e áreas para relacionamento no evento, onde terão transmissão simultânea nas tvs e no circuito interno de Box, além da WEB.

As notícias sobre o Novo Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, divulgadas recentemente pela CBM, já chamaram a atenção da mídia para a competição, que promete ser a mais emocionante e competitiva dos últimos anos. Novas emissoras de TVs estão interessadas em exibir as novas categorias da competição. A ESPN Brasil detém os direitos de exibição da SBK e a CBM buscará parceiros comerciais para que todas as etapas sejam transmitidas ao vivo, conforme planejado pela CBM e acordado com a emissora. A CBM também pretende manter o fornecimento de imagens gravadas e enviadas às diversas emissoras do Brasil, regionais e nacionais abertas e fechadas.

Calendário

Atendendo ao pedido dos pilotos e equipes, a Confederação Brasileira de Motociclismo articulou com as federações e as administrações dos autódromos e adiou a data de abertura da competição, que inicialmente estava prevista para 12 de abril. Com isso as equipes terão mais tempo para se adaptarem às novas categorias. A competição inicia no dia 24 de maio.

Confira como ficou o calendário:

1ª etapa – 24/05 – SP
2ª etapa – 05/07 – RJ
3ª etapa – 26/07 – MS
4ª etapa – 23/08 – DF
5ª etapa – 27/09 – RS
6ª etapa – 18/10 – PR
7ª etapa – 08/11 – RJ
8ª etapa – 20/12 – SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *