Motovelocidade: Três pilotos disputam liderança da Supersport em Santa Cruz

Apenas quatro pontos separam os três primeiros colocados na tabela de classificação a três etapas do fim do campeonato.


As provas da sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, neste domingo (24) no circuito gaúcho de Santa Cruz do Sul, serão decisivas para definir quais pilotos vão se manter na disputa pelos títulos das cinco categorias. Com aproximadamente 70 pilotos inscritos, o evento terá o início das atividades em pista já no sábado (23), com os treinos livres e as sessões classificatórias que vão definir as posições de largada.

Uma das disputas mais acirradas é verificada na categoria Supersport. Apenas quatro pontos separam os três primeiros colocados. O mineiro Philippe Thiriet, com uma vitória e três segundos lugares nas cinco provas já disputadas, lidera com 85, contra 83 do paulista Murilo Colatrelli, que soma duas vitórias, um segundo e um quarto lugar. O também paulista Bruno Corano, único dos três a ter pontuado em todas as etapas, tem 81.

Corano abriu sua campanha no campeonato com um terceiro lugar em Interlagos. Foi quarto em Santa Cruz do Sul, venceu em Campo Grande, ficou em quinto em Curitiba e voltou a ser terceiro em Interlagos, na prova do mês passado. Ele é um dos pilotos do Team Scud Petrobras, equipe paulista que ocupa as duas primeiras posições na tabela de classificação da categoria Superbikes 1.000cc, com Gilson Scudeler e Pierre Chofard.

“A regularidade foi fundamental para que a gente se mantivesse na briga pelo título até aqui”, observa Corano, que tem na moto número 34 as cores de BR Petrobras, GP Lubrax, Honda, Öhlins, Akrapovic, Shark, Arlen Ness, Black Vision, Samacar, Pro Heads, Luna, Calfin e Alpinestars. “Agora, o campeonato entra na fase final, todo mundo vai andar mais forte. A importância da vitória aumenta. Vai ser uma disputa muito dura”, ele aposta.

Se atingir a meta de conquistar em Santa Cruz do Sul sua segunda vitória no ano, Corano voltará à liderança do campeonato. “É para isso que a equipe está trabalhando. O Philippe e o Murilo são adversários de altíssimo nível, e há outros pilotos com chance de ganhar a corrida, mas nós vamos fazer o possível e até um pouco do impossível para tentar essa vitória”, promete. Danilo Andric, que também defende o Team Scud Petrobras, está em quarto, com 58 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *