Outras: Fórmula Future Fiat supera 1.000 km de testes em Brasília

Felipe Giaffone elogia equilíbrio do carro da categoria apadrinhada por Felipe Massa

O piloto Felipe Giaffone concluiu nesta sexta-feira os dois dias de testes com o carro da Fórmula Future Fiat no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília. Responsável pelos trabalhos iniciais de acerto do modelo da categoria-escola idealizada e apadrinhada por Felipe Massa, Giaffone percorreu distância superior a mil quilômetros na bateria de ensaios sem esconder a satisfação com os resultados alcançados. “Não deu nenhum pênalti sério, o que não é comum em carros de corrida nesta fase de desenvolvimento, e o equilíbrio lembra o de monopostos de modalidades mais avançadas como o Fórmula 3”, analisou.

A programação previa a avaliação do motor FPT nacional, em seu primeiro teste de pista equipando o chassi francês Signatech, e a comparação das três opções de pneus fornecidas pela Pirelli. “Queríamos checar como o carro se comportaria com o motor que não é o que corre na França e verificar o funcionamento de toda a parte eletrônica, inclusive o painel. Tudo correu normalmente, sem qualquer problema grave”, comentou Giaffone, atual líder da Fórmula Truck.

Giaffone virou as melhores voltas na casa dos 2m02 no circuito completo da Capital Federal, cujo comprimento é de 5.470 metros. Segundo ele, o Fórmula Future Fiat será na prática uma excelente ferramenta na formação de jovens pilotos. “Ele tem uma ótima aderência e não escorrega tanto quanto os carros de outras categorias para iniciantes. Antigamente, os kartistas encontravam carros com reações parecidas àquelas que estavam acostumados na passagem para o automobilismo. Isso vem mudando nos últimos tempos”, lembrou.

Na tarde desta sexta-feira, Giaffone completou os trabalhos com a simulação de corrida com os diferentes compostos de pneus. Performance e desgaste seriam os critérios que pautariam a decisão a respeito da escolha da versão que calçará os carros da Fórmula Future Fiat em sua temporada de estreia nas pistas brasileiras. A categoria é uma das atrações do Racing Festival, completado pelo Trofeo Línea e pela 600 Super Sport (motos) e cuja abertura está marcada para 29 e 30 deste mês no Rio de Janeiro.

O Racing Festival, apresentado pelo Banco Santander e Fiat, tem patrocínio da Shell, co-patrocínio da Pirelli e FPT e realização da RM Racing Events.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *