Outras: Fortes disputas e altas velocidades marcaram a quinta etapa do Campeonato Catarinense de Automobilismo em Chapecó

Pela segunda vez este ano , o Autódromo Internacional de Chapecó sediou o Campeonato Catarinense de Automobilismo reunindo cerca de 70 pilotos de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul para a quinta etapa da competição entre os dias 7 e 8 de junho.

A forte chuva que caiu na região nos dias que antecederam a prova, colaborou para a boa qualidade do piso em Chapecó. Desde os treinos de sábado, as altas velocidades marcaram o evento. Já nos treinos classificatórios, as diferenças foram pequenas, chegando a marca de oito milésimos na Stock Car Omega.


No domingo as provas foram eletrizantes em quase todas as categorias.


Na Omega depois da largada os sete primeiros colocados andaram muito próximos em uma forte disputa . Marco Garcia que saiu na pole manteve a ponta com Mauricio Reuter praticamente grudado e trazendo mais cinco carros atrás. Várias voltas foram dadas assim sem ninguém tocar outro carro, até que Maurício conseguiu colocar no lado e passou no final da reta vencendo a prova. Marco Garcia finalizou em segundo e Joelson Capistrano em terceiro. Com a vitória Mauricio lidera o campeonato com 51 pontos tendo Marco Garcia em segundo com 47 e Odair da Costa Jr com 27.


Na Marcas A Leopoldo Mees Neto largou na ponta e conseguiu abrir uma vantagem sobre o grupo que era liderado pelo piloto da casa, Felipe Tozzo que trabalhou muito para manter a segunda colocação até o final com Alesandro Coelho em segundo. Já na Marcas B, Juca Lisboa andou forte e venceu a prova com Walter Schmitz Neto em segundo e Jorge Martelli em terceiro depois de largar na última fila e fazendo uma boa prova de recuperação. Leopoldo lidera com tranqüilidade somando 47 pontos contra 30 de Jorge Rohden. Na terceira colocação três pilotos somam 29 pontos: Cláudio Simão, Leomar Fendrich Jr e Felipe Tozzo. Na Marcas B Walter Schmitz Neto assumiu a liderança com 40 pontos, seguido de Cristiano Rosa com 37 e José Oliveira com 34, que não marcaram pontos nessa etapa.


A Marcas N teve o maior grid do final de semana, com 20 carros e disputas do início ao final . Davi Dal Pizzol largou na pole e manteve a liderança até o final com Leonel Pavan em segundo e Thomaz Schwartz em terceiro. A briga por posições foi uma constante em todas as posições nos 30 minutos da bateria. Thomas Schwartz lidera a Marcas N com 34 pontos tendo Gustavo Ely e Davi Dal Pizzol em segundo com 31 e Juliano Bassani em terceiro com 30.


Marcio Reuter manteve a invencibilidade na cat.Opala, nesta 5ª.etapa do Catarinense e disparou na liderança do campeonato com 55 pontos tendo Décio Simão em segundo com 34 e José Agostinelli em terceiro com 33 pontos. Na bateria o segundo lugar ficou com Elton Sewald com Tito Morestoni em terceiro .


A Mini Fórmula Tubular teve duas baterias e nas duas as trocas de posições e alternâncias na liderança foram constantes. No final , na soma dos tempo das duas baterias a vitória ficou para o gaúcho Ricardo Pascoali tendo Francisco Alfaya em segundo e Celso Piasson em terceiro na categoria A. Na “B” Rafael Vieira venceu com Manoel Carneiro em segundo e Eder Azevedo em terceiro. Na categoria A Romir Roeder lidera com 80 pontos. Em segundo vem Francisco Alfayas com 66 e em terceiro Celso Piasson com 51. Na B a liderança é de Wilson Vieira com 68 pontos tendo Manoel Carneiro em segundo com 65 e Lauro Manske em terceiro com 58 pontos.


A sexta etapa do campeonato Catarinense de Automobilismo será entre os dias 5 e 6 de julho no Autódromo Rio Represo em São Bento do Sul.


O Campeonato Catarinense de Automobilismo tem supervisão da FAUESC, apoio da Fundesporte, promoção de Mrcom e patrocinado por JK Pneus/ Bridgestone/ Fremax Freios/ TSW/ Controil Freios/ Amorin Vedações/ Scherer Distribuidora/ Tecfil/ Sabó/ Pro-Race.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *