Outras: Velozes e Curiosos

A obra ‘Super Rods – da imaginação ao papel’ traz ao público o perfil de mais de 100 carros conceito e ainda ensina o passo-a-passo de criação de um Hot Rod.

Ficção ou Realidade? Em um primeiro momento, os Hot Rods, veículos antigos que possuem mecânica potente, chamas nas laterais e acessórios cromados, parecem não fazer parte da realidade. No entanto, esse sonho pode sair do papel e ganhar as ruas em poucos anos, principalmente, pelo bom momento da indústria automobilística. Para os jovens engenheiros e designers que se dedicam à área automotiva criatividade é o que não falta.

Para o público fã deste tipo de veículo e também para designers está sendo lançado o livro “Super Rods – da imaginação ao papel”, que apresenta mais de 100 carros conceito inspirados no estilo customizado dos Hot Rods. A publicação é resultado de um exercício de criatividade proposto aos designers das equipes brasileiras das montadoras Fiat, Busscar, Volkswagen, Ford, General Motors e Renault.

Os autores, Rafael Ricardo Raulino, da Busscar, e Hélio de Queiroz e Arthur Martins, da General Motors, também desenvolveram nove tutoriais ensinando como representar estes veículos no computador utilizando a técnica do rendering.

“A escolha dos modelos foi difícil, mas deixamos cada artista livre para voar com a imaginação e eles nos presentearam com imagens e conceitos fantásticos. Tentamos uma escolha justa e democrática, assim todos teriam a chance de exibir suas criações”, afirma Arthur Martins. Muito mais que imagens, na obra, há ainda um capítulo exclusivo no qual os leitores poderão conferir a história dessas super-máquinas, com detalhes de como surgiram, tendências de cada época e como é o mundo dos Hot Rods hoje.

A idéia de criar uma nova publicação sobre carros conceito surgiu após a constatação da necessidade de publicações exclusivas sobre o assunto e pelo sucesso de volumes anteriores como “ABC do Rendering” e “ABC do Rendering Automotivo”. “O sucesso foi tão grande que decidimos investir em um novo projeto. Desta vez, com um tema automobilístico especifico, os Hot Rods”, esclarece Helio de Queiroz.

De acordo com Rafael Raulino, o livro é um resumo de tudo o que os amantes de veículos modificados queriam ver reunido em apenas 128 páginas. “Esta publicação traz uma série de modelos com visões de futuro e para que ele se tornasse realidade foi feito todo um estudo dos principais aspectos que poderiam agradar ao público”, finaliza.

“Super Rods – da imaginação ao papel” faz parte da Design Collection, uma série de livros mais compactos e acessíveis que serão lançados pela Infolio Editorial. Em cada edição será abordado um novo assunto do universo do design, sendo que já estão previstas uma edição sobre métodos criativos, moda e outra de story board.

Serviço:
Lançamento do livro “Super Rods – da imaginação ao papel” (Infolio Editorial, 128 págs., R$ 89,00), dos autores Hélio de Queiroz, Arthur Martins e Rafael Ricardo Raulino.

1ª SESSÃO – RIO DE JANEIRO
Data: 29 de agosto
Horário: a partir das 19h
Local: Fnac Barra Shopping (Avenida das Américas, 4666 – loja B101/116 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro).

2ª SESSÃO – SÃO PAULO
Data: 03 de setembro
Horário: a partir das 19h
Local: Fnac Paulista (Av. Paulista, 901 / Alameda Santos, 960 – Bela Vista, São Paulo).

OS VEÍCULOS

Os Hot Rods são automóveis tipicamente americanos que surgiram na cidade de Los Angeles, Califórnia, em meados da década de 1930. O que caracteriza um Hot Rod são as modificações estéticas e de desempenho para que o carro adquira mais velocidade e um “ar malvado”.

O que impulsionou estas modificações foram as corridas de carro entre os jovens, que começaram a acontecer nos lagos secos de Los Angeles. As primeiras arrancadas, ou drag races, motivaram a imaginação dos corredores para que criassem diversas modificações a fim de sempre ganhar mais velocidade e se destacar na pista.

Com o passar dos anos, as corridas se profissionalizaram, surgiram novos estilos com estéticas bastante distintas à dos Hot Rods, mas isso não significa que o movimento desapareceu. Graças a apaixonados por carros antigos e modificados, até hoje diversos encontros reúnem centenas de Hot Rods fantásticos, principalmente nos Estados Unidos.

No Brasil, com a crescente facilidade de importação de peças e automóveis, também aumenta o número de clubes formados por proprietários de Hot Rods que, inevitavelmente, incluem o tempero brasileiro aos carros.

“O brasileiro é muito criativo e este é o principal motivo para as grandes montadoras e estúdios de design se instalarem aqui. Por isso é importante divulgarmos que aqui também existem profissionais de mesma qualidade e propriedade que fora do país.”, frisa o designer da GM, Arthur Martins.

OS AUTORES

Hélio de Queiroz
Graduado em Design do Produto pela UNESP – Universidade Estadual Paulista e atua como designer de produto há 10 anos. Iniciou sua carreira na POZ Industrial Design, e ingressou na área automobilística por meio do concurso Volkswagen Design, em 2000. Trabalhou também como designer de exteriores na Busscar Ônibus e, hoje, é Lead Designer do Global Studio General Motors no Brasil. Desde 2004 trabalha em parceria com a Editora Infolio, contribuindo como autor nos livros ABC do Rendering e ABC do Rendering Automotivo.

Rafael Ricardo Raulino
Graduado em Design de Produto pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) com prêmio de melhor projeto de graduação. Em 2000, iniciou na empresa BUSSCAR ONIBUS S/A passando a integrar a equipe responsável por design externo trabalhando nas linhas de produto urbano e rodoviário dois anos mais tarde, onde está até hoje. Por dois anos consecutivos ficou em 2º lugar no concurso Quatro Rodas de Design.

Arthur Martins
Graduado em Design do Produto pela UNESP – Universidade Estadual Paulista e atua como designer na área automobilística há 8 anos. Iniciou sua carreira na Volkswagen do Brasil e há 2 anos ocupa a posição de Lead Designer no Global Studio General Motors no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *