Pick-Up: Lapenna lidera, mas é tocado e termina em quinto

Piloto classificou como “desleal” a batida recebida do companheiro de equipe Paulo Salustiano, que acabou punido com um drive-throug pela manobra.

O paulista Felipe Lapenna (WebMotors) classificou como “desleal” o toque que recebeu de seu companheiro na equipe Full Time Sports, Paulo Salustiano, ainda no início da quarta etapa da Pick-up Racing – realizada neste domingo (10) em Caruaru (PE). Os dois disputavam a primeira posição quando, na quarta volta, Salustiano provocou a rodada do líder – manobra que lhe valeu um drive-through como punição pela direção de provas. Inconformado com a perda de sua provável primeira vitória no campeonato, Lapenna desabafou:

“Acho que o Salustiano foi desleal e bateu em mim de propósito”, avaliou. “Na posição em que ele bateu, depois da roda traseira esquerda do meu carro, qualquer piloto conseguiria evitar a batida. Talvez ele tenha ficado com raiva de mim pelo toque que tivemos em São Paulo na última prova da Copa Vicar, mas aquilo foi um acidente. Eu não tive culpa, tanto que não recebi nenhum tipo de punição da direção de prova. Na minha opinião, o acidente de hoje foi diferente e certamente tirou minha primeira vitória na categoria”, declarou o piloto.

A batida jogou Lapenna da primeira para a 12ª posição. Após boa prova de recuperação, ele ainda recebeu a bandeirada em quinto, e classificou o resultado como “bom para o campeonato”. “Terminei no lucro, porque ainda perdi a quinta marcha no meio da prova e passei a ter dificuldades para ganhar posições”, lembrou o paulista. “Essa foi a corrida em que estive mais perto da vitória desde que estreei em carros de turismo, e por isso estou chateado. A pole position me escapou por um detalhe, e larguei confiante em chegar na frente. Agora vou pensar na etapa de Fortaleza, que será em uma pista que eu também não conheço, e quem sabe lá consigo subir no alto do pódio”, encerrou Lapenna, que estabeleceu a melhor volta da etapa deste domingo.

A vitória em Caruaru terminou com Thiago Riberi, que quebrou a hegemonia de seu companheiro de equipe Gustavo Sondermann – vencedor das três primeiras corridas do ano. Com os problemas enfrentados pela dupla da Full Time Sports, os pilotos da Gramacho Racing fizeram uma corrida a parte em Caruaru, e trocaram diversas vezes de posição. A ultrapassagem decisiva ocorreu na 18ª volta, quando Sondermann passou a ter problemas com a 3ª marcha, e não dificultou a manobra do adversário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *