Pick-Up: Marcel Wolfart é declarado campeão da temporada 2007 da Pick-up Racing

Após nove meses de espera, catarinense pôde comemorar o título que estava sub júdice.

Uma punição aplicada injustamente ao piloto Marcel Wolfart (Exatidão / American Oil) após a etapa do Rio de Janeiro deixou o título de 2007 da Pick-up Racing sub júdice por nove meses. A espera durou até ontem (27 de agosto), quando no julgamento final da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) os pontos foram devolvidos ao piloto de Lages (SC). Com isso, a vitória daquela corrida voltou para o jovem de 25 anos, que pode, agora, soltar o grito de campeão.

O recurso impetrado pelo advogado Marcelo Aikel apresentou provas suficientes para absolver o piloto da penalização de 20 segundos que sofreu após a bandeirada, em virtude de uma disputa por posição com Eduardo Heinen. “Até agora eu não havia comemorado o título, pois queria esperar a decisão final da CBA. Agora é inapelável e, como diz aquele ditado, quem ri por último, ri melhor”, alfineta Wolfart.

Agora, o piloto da Maino Racing espera ansiosamente pela etapa de Curitiba, no próximo dia 21, para receber o troféu de campeão e estampar em sua Mitsubishi L200 o número 1. “Foi uma pena ter demorado tanto, pois o foco de todos agora está na temporada 2008. Mesmo assim é uma grande vitória, que dedico a todos que batalharam para essa conquista”, comemora.

A bordo da Ford Ranger 99, Wolfart venceu na temporada 2007 as etapas de Curitiba, Londrina e Rio de Janeiro, além de ter conquistado pódio em outras etapas, chegando aos 85 pontos. Com 81, Eduardo Heinen ficou com o vice-campeonato, e Marcos Ramalho fechou o ano em terceiro, com 72 pontos.

Na atual temporada, Marcel ainda não venceu e ocupa a 12ª posição na tabela. “Tive problemas nas três últimas corridas, disputadas em Campo Grande, Caruaru e Fortaleza, e os líderes se distanciaram. Mas ainda tenho condições de buscar bons resultados nas próximas corridas para terminar o ano entre os cinco primeiros”, ressalta Marcel, referindo-se às etapas finais, marcadas para Curitiba, Tarumã (RS) e São Paulo – todas na preliminar da Copa Nextel Stock Car.

Para ele, a maior dificuldade enfrentada é a adaptação ao novo chassi tubular. “As equipes e pilotos oriundos da Stock tinham mais conhecimento do carro. Por isso, obtiveram vantagem nessa primeira metade do Campeonato. Mas o pódio conquistado na última corrida pelo meu companheiro de equipe (Aluízio Coelho) mostra que o nosso time está no caminho certo”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *