R1 GP1000: Wesley Gutierrez vence no DF e se aproxima da disputa pelo título da R1 GP1000

Com disputas acirradas em Brasília, decisão do título da categoria segue até a última etapa

O calor tomou conta da 5ª etapa da R1 GP1000 que aconteceu este final de semana, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, mas foram os pegas emocionantes pelas primeiras posições da categoria, que esquentaram o clima das arquibancadas que estiveram cheias em um dos circuitos mais tradicionais do país.

O pole do classificatório Edson Morales #48, veterano na pista brasiliense, era um dos favoritos a vitória quando as motos se alinharam no grid, mas foi o londrinense Wesley Gutierrez #47 quem levou a penúltima corrida da R1 GP1000, vencendo pela segunda vez consecutiva. “Não foi uma corrida fácil, o calor desgasta muito e o gasto de pneus é demais. Mas consegui assumir ainda na segunda volta e manter até o fim. Os pontos da primeira etapa estão fazendo falta, mas mesmo assim vou brigar pelo título no Velopark”, comemorou Gutierrez, que lamenta os pontos não adquiridos na etapa de abertura do campeonato, que não participou. O piloto continua em 3º no campeonato, mas diminuiu a diferença para o líder Diego Pretel #88 para 12 pontos.

Na corrida da etapa, Morales começou puxando o primeiro pelotão, formado por Gutierrez, Marco Brunheroto #777, Cristiano Vieira #55 e Otávio Lucchini #82. Ainda na 2ª volta Gutierrez já ultrapassou Morales. Lucchini andou entre os cinco primeiros até escapar da pista e bater no guard-rail, saindo da disputa. Quem também teve que abandonar a prova foi João Simon, que ainda se recuperando da queda sofrida na etapa em São Paulo, caiu novamente.

Morales também não aguentou a pressão de Brunheroto e cedeu a vice liderança para o paulista. Com a aproximação de Cristiano Vieira, uma briga emocionante pela 3ª posição começou entre os goianos Morales e Cristiano. Ambos fizeram ultrapassagens um no outro e Morales abusou da experiência para tentar segurar a posição, mas não aguentou a insistência do conterrâneo, passando para 4º na classificação.

Faltando duas voltas para a bandeirada, Brunheroto conseguiu alcançar o líder e até tentou brigar pela ponta, mas o londrinense soube se defender e terminar a prova em 1º. Wesley conquistou também o feito da melhor volta da corrida em 2:04.733s.

No geral, subiu no pódio da R1 GP1000 Gutierrez no degrau mais alto, em 2º Brunheroto e na 3ª posição Cristiano Vieira.

Como já tinha avisado, Pretel não se comprometeu durante a corrida e de 8º subiu somente três posições para finalizar na 5ª colocação em Brasília, somando agora 100 pontos no campeonato da categoria, permanecendo na ponta.

Ainda sem nenhuma vitória, mas o mais constante na competição, o vice Brunheroto parte para final em Nova Santa Rita/RS, com 94 pontos e apenas com uma missão: vencer a final e contar com a imprevisibilidade habital das corridas. “Nesta prova sabia que o Wesley seria meu principal adversário. Larguei em 4º e por isso tive mais obstáculos do que ele. Vou para a final para vencer. O Pretel não quis se arriscar nesta prova e acredito que também não se arrisque na última, conto também com os imprevistos que podem acontecer”, avaliou Brunheroto.

Do centro-oeste, o campeonato parte nos dias 03 e 04 de novembro para a pequena Nova Santa Rita, no Estado do Rio Grande do Sul, para a disputa final no Autódromo do Velopark.

Confira o resultado completo da 5ª etapa da R1 GP1000:
1º Wesley Gutierrez, 25:17.127
2º Marco Brunheroto, a 1.342
3º Cristiano Vieira, a 9.046
4º Edson Morales, a 9.654
5º Diego Pretel, a 34.028
6º Guga Folheto, a 37.619
7º Vinícius Maia, a 40.785
8º Adilson Cajuru, a 55.456
9º Romes César, a 56.289
10º Juracy Black, a 1:00.491
11º Ricardo Levy, a 1:11.977
12º Maico Colussi, a 1:15.498

Confira como ficou o campeonato da R1 GP1000:
5º Diego Pretel, 100 pts.
2º Marco Brunheroto, 94
1º Wesley Gutierrez, 88
3º Cristiano Vieira, 73
6º Guga Folheto, 68
7º Vinícius Maia, 68
8º Adilson Cajuru, 68
10º Juracy Black, 63
4º Edson Morales, 57
8 º Otávio Lucchini, 53
9º Romes César, 51
11º Ricardo Levy, 51
12º Maico Colussi, 40
14º João Simon, 25

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *