Racing Festival: Felipe Massa se diz orgulhoso do Racing Festival

Na Turquia, piloto da Ferrari acompanhará categorias que ajudou a criar.

Um dos “pais da criança”, Felipe Massa não esconde a ansiedade pela abertura do Racing Festival, evento que reúne o Trofeo Linea, a Fórmula Future Fiat e a 600 Hornet (motos) e cujo “nascimento” está marcado para este fim de semana no Autódromo Internacional Nélson Piquet, no Rio de Janeiro. Nesta terça-feira, Felipe tinha como principal compromisso uma partida de futebol pelo time da Ferrari contra uma equipe formada por artistas italianos em Modena. Amanhã, seguirá para Istambul, de onde, em meio às atividades do GP da Turquia, acompanhará tudo o que estiver acontecendo em Jacarepaguá.

“Estou superanimado e orgulhoso de ter participado da criação de um evento tão bacana e completo”, afirmou Felipe, ainda em seu apartamento em Mônaco. “Tenho certeza que ele será um sucesso, porque a proposta é nova e interessante. Estamos reunindo uma série de turismo que já atrai grandes nomes do automobilismo brasileiro, uma categoria-escola que há anos não existia mais no País e um campeonato de motos, esporte que não vivia um momento dos mais favoráveis no Brasil. Foi uma ótima idéia aproximar dois públicos, de automobilismo e moto, que até então viviam separados”, acrescentou.

Istambul Park é um dos seus circuitos favoritos e onde conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1 em 2006. Depois de repetir a dose nos dois anos seguintes, Felipe lutará agora para voltar a ocupar o degrau mais alto do pódio. Apesar do foco voltado para o trabalho de piloto da Ferrari, manterá contato com os organizadores do Racing Festival. “À noite, pode apostar que estarei ao telefone procurando saber das novidades.”

Felipe está satisfeito pela qualidade do grid que está sendo montado no Trofeo Linea e que, entre vários nomes conhecidos, inclui os últimos campeões da Stock Car – Cacá Bueno, Ricardo Maurício e Giuliano Losacco. “É legal ver que as corridas de turismo atravessam uma fase de crescimento no Brasil e que várias equipes fortes, altamente profissionalizadas, estão avalizando o Trofeo Linea. Encontrarão um carro excelente, capaz de ajudar a proporcionar um espetáculo de nível elevado”, apostou.

A atraente premiação da Fórmula Future Fiat também deixa Felipe empolgado. O campeão de 2010 receberá, além da temporada paga na Fórmula Abarth italiana em 2011, uma vaga no Ferrari Drivers Academy, o programa de formação de jovens talentos mantido pela mais famosa equipe da Fórmula 1. “É uma oportunidade de ouro e um prêmio jamais visto no nosso automobilismo. Até o pessoal da Ferrari está animado, porque conhece muito bem a história dos pilotos brasileiros, e sempre me pergunta do início do campeonato.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *