Rally: Com superaquecimento, Spinelli e Vívolo não completam etapa

Especial 15 anos justificou a preocupação dos participantes. Dupla da Mitsubishi Racing foi apenas mais uma a ficar pelo caminho.

A última etapa maratona do 15º Rally Internacional dos Sertões aconteceu hoje com a especial 15 anos, a mais longa e temida da prova. Muitos competidores não chegaram ao final, entre eles a dupla da Mitsubishi Racing Guilherme Spinelli/Marcelo Vívolo, que parou devido ao superaquecimento do motor. A dupla Paulo Nobre/Filipe Palmeiro venceu pelo terceiro dia consecutivo, mas a liderança na geral ainda é de Maurício Neves/Clécio Maestrelli.

Como previsto ontem pelos próprios competidores, os 394km da especial batizada de 15 anos foram muito difíceis e desgastantes. Pela manhã, 43 carros largaram para a prova, mas apenas 23 finalizaram o percurso. Por ser etapa maratona, o apoio mecânico não é permitido, portanto os veículos danificados não poderão ser consertados.

A dupla Guilherme Spinelli/Marcelo Vívolo, segunda colocada nas últimas duas etapas, parou no km 219 da especial, em um trecho de areia pesada, com o superaquecimento do motor. A equipe de apoio da Mitsubishi Racing foi acionada para fazer o resgate. Spinelli e Vívolo só devem voltar à prova na quarta-feira, quando o rally segue para Senhor do Bonfim (BA).

A partir de agora as etapas do rally tendem a ser mais tranqüilas, com especiais mais curtas. Amanhã os competidores seguem para Lençóis (BA). A especial terá 241km, em piso de cascalho e pouca areia, com erosões e pontes, onde será possível desenvolver velocidades altas.

A cidade de Lençóis surgiu em meados do século XIX, com a descoberta de jazidas de diamante na região. Apresenta um casário colonial muito rico e é considerada pelos especialistas um dos 10 melhores destinos turísticos do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *