Rally: Copa Mineira retorna à Juiz de Fora em momento decisivo no campeonato

A 6ª e penúltima etapa da Copa Mineira percorrerá trilhas inéditas e exigirá mais regularidade do que nunca das equipes. Nos momentos finais da temporada 2008, os competidores serão vigiados em tempo integral por um novo sistema de apuração: o Rastro – GPS.

A Copa Mineira de Rally 4×4 retorna à Juiz de Fora, MG, para a realização do 5º Caminho Novo Off-Road, válido pela 6ª e penúltima etapa da competição, que acontece no dia 18 de outubro, próximo sábado. Quando um rali acontece na cidade, os participantes já sabem que aí vem “chumbo grosso”.


 


Isso porque o município é berço de grandes navegadores da modalidade. São filhos de Juiz de Fora as maiores revelações da modalidade, como Breno Rezende, Cristiano Serpa, Lobsang Max, entre outros. Portanto, os competidores “da casa” entendem do assunto, e por isso, os organizadores sempre capricham no levantamento da planilha, criando sempre uma dificuldade técnica maior na navegação.


 


O percurso desta etapa terá aproximadamente 113 quilômetros, e passará pela região da Fazenda Salvaterra e distrito de Humaitá. São esperadas cerca de 70 equipes, que enfrentarão diversos obstáculos naturais, como travessia de três riachos e uma subida de cachoeira – isso mesmo, os pilotos guiarão o veículo em uma subida de uma pequena cachoeira. Boa parte do trajeto acontece em propriedades dedicadas ao reflorestamento de eucalipto, com estradas de terreno ondulado, com erosões e curvas, proporcionando um rali extremamente técnico e competitivo.


 


Mas os participantes mais experientes já conhecem as armadilhas do local. “Acredito que será uma prova longa, que terá entre cinco e seis horas de duração. A julgar pelas outras edições do Caminho Novo, essa disputa será dura, exigindo muito da navegação, com bastante seqüência de balaios, referências na planilha muito próximas e médias altas”, prevê o piloto Ricardo Barra, da Niterói Rally Team, líder da competição na categoria Máster com uma vantagem de oito pontos, ao lado do navegador Ronald Leis.


 


Para essa corrida não haverá deslocamento, e assim que largarem, os off-roaders enfrentarão um mini-rali de 8 quilômetros com médias de velocidade alta e bastante navegação.


 


Os competidores da Copa Mineira são divididos em quatro categorias: Super Máster, Máster, Sênior e Turismo. E em todos os grupos, a disputa pelo título está muito acirrada, com cinco duplas brigando diretamente pelo troféu. “Em 2007, vencemos esta etapa da Copa e, por isso, sabemos que teremos uma difícil missão neste ano, tanto pelo nível de nossos concorrentes, como pela inovação no sistema de apuração. Mas estamos confiantes num bom desempenho e vamos entrar com foco na vitória”, relatou Barra, que fez menção ao sistema de apuração Rastro – GPS da Totem, que fiscalizará os pilotos a cada centímetro percorrido, obrigando-os a manter os carros dentro da média de velocidade indicada na planilha o tempo todo. Desta forma, acredita-se que a perda de pontos será grande, acirrando ainda mais a corrida e tornando o quadro de favoritos indefinido.


 


O público poderá acompanhar a largada do rali, que acontece na Faculdade Suprema, localizada na rodovia BR-040. E aproveitando o evento, a Niterói Rally Team dará seqüência às ações sociais desenvolvidas pela equipe, e fará a doação de materiais esportivos e recreativos à Escola Municipal Antonino Lessa, localizada no Bairro Santa Efigênia.


 


Programação:


 


15/10 – Quarta-feira


Abertura das inscrições


 


17/10 – Sexta-feira


18 horas – Vistoria e inscrições


 


18/10 – Sábado


9 horas – Briefing com café da manhã


10 horas – Largada


15 horas – Chegada


20 horas – Resultado oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *