Rally Dakar: Amarok Logbuch 15

Vê, estão voltando as flores.

O cardápio da 9ª etapa do Dakar 2010 reservou 354 km, mas apenas 170 dos quais cronometrados. Mudaram também a hora de largada (para evitar a neblina matinal na região) e o traçado que perdeu sua parte de pedras e ficou 100% na areia, nas dunas ao sul de Copiapó. Ataque total dos Race Touareg 2 que vão à frente e que fizeram também as três primeiras colocações na especial. Com a vitória a dupla Al-Attyia/Gottscjhalk do #306 aproveitou para descontar 5m59s da dupla espanhola Sainz/Cruz que ainda lidera, agora lidera por 8m36s.

Foi a maior margem de vitória deste dakar 2010 e ironicamente conquistada na sua etapa mais curta, o que dá ainda mais crédito a essa 3ª vitória de etapa neste Dakar para a dupla Qatar/Alemanha

O maior concorrente dos Race Touareg 2, Stephan Peterhansel começou o dia passando em 2º no primeiro controle (Nasser foi sempre o mais rápido), mas se atrasou ainda mais ao ficar atolado em uma duna no km 95 e agora já está distante 2h13min da liderança.

VW Race Touareg 2: Arrasando também nas dunas

Mostrando a confiabilidade de sempre para que os pilotos possam mostrar o seu talento os carros azuis da Equipe Oficial Volkswagen conquistaram hoje as três primeiras colocações assim: 1º (#306 Al-Attyia/Gpttschalk) , 2º (#303 Sainz/Cruz), 3º (#300 DeVilliers/Von Zitzevitz) e tiveram mais um carro em 5º (#305 Miller/Pitchford). Apesar de toda essa superioridade ninguém na Equipe pensa em vitória antes do tempo, o Dakar é muito difícil e traiçoeiro para se contar com glórias na véspera. Melhor aproveitar a 4ª vitória de Etapa deste Dakar, (3 do Nasser Al-Attyia e uma do Mark Miller) esse sim resultado concreto e que garante uma rodada de sorvete para toda a Equipe comemorar.

Amarok – Adeus Atacama

Durante dias as Amarok rodaram por todos os cantos do Atacama, enfrentando os seus mais diferentes desafios, conhecendo de perto as suas mais exóticas paisagens e mostrando que é possível conviver com o deserto quando a ele se tem respeito e conhecimento. A chegada a La Serena, com suas paisagens carregadas de novos coloridos, as Amarok e seus tripulantes tomam fôlego novo para enfrentar as cinco últimas etapas (já?) do Dakar 2010. No ritmo da música de Paulo Soledade: Vê, estão voltando as flores; Vê, nessa manhã tão linda; Vê, como é bonita a vida; Vê, há esperança ainda.

Por Carlos Lua Cintra Mauro – La Serena tem praia, tem verde, tem árvores e tem flores. Tem também um passado colonial bem preservado que mostra um Chile completamente diferente. Foi de La Serena que saiu, ainda, o primeiro avião da Força Aérea Chilena que cruzou bom pedaço do Pacífico edepois de 20 horas de vôo, ligou o continente à mística ilha de Páscoa. Lá receberam o Moai da Gratidão mostrado com orgulho até hoje no Museu Arqueológico da bela La Serena. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *