Rally dos Sertões: Al-Ittiya e Edu Piano chegam como líderes a Palmas (TO)

Piloto catarense tomou a liderança de Carlos Sainz, enquanto Edu Piano se mantém no topo entre os caminhões.

O Rally dos Sertões se despediu do Estado de Goiás neste sábado (27), após a maior especial dos dez dias de competição. Foram 373 quilômetros cronometrados, com um total de 753 quilômetros percorridos até Palmas, capital tocantinense.

Só hoje, os competidores subiram um trecho de serra, entraram no estado do Tocantins, voltaram para Goiás, passaram por estradas mais rápidas e desceram pelas famosas trilhas dos Kalungas. Além disso, eles enfrentaram três travessias de grandes de rios, passaram por Campo Alegre e seguindo por estradas rápidas até Paranã.

Amanhã, no trecho mais perigoso, o Rally dos Sertões chega à cidade baiana e Luís Eduardo Magalhães, com uma especial de 301 quilômetros, e haverá a disputa de um Super Prime.

Novo líder– O Touareg da Volkswagen segue ditando o ritmo entre os carros. Na especial de hoje, a dupla Nasser Al-Attiya/ Timo Gottschalk venceu e ultrapassou Carlos Sainz/ Lucas Sebastian, que finalizaram dois minutos atrás, por conta de um acidente envolvendo os espanhóis.

“No começo foi bem, saímos, corremos com o Nasser (Al-Attiya). Em uma curva para a direita, cai em uma valeta e esperei o Maurício (Neves) me salvar. Perdemos cerca de seis minutos com isso. Apesar do problema de hoje, está sendo um rally muito bom, bem bonito, com paisagens fantásticas”, disse Sainz.

Os brasileiros Maurício Neves e Eduardo Bampi, também com o Touareg, marcaram o terceiro melhor tempo do dia. “Não foi a especial mais dura, mas foi a mais longa, que apresentou um trecho de Trial grande e pesado no meio. Estávamos em um ritmo interessante, mais rápido do que o (Carlos) Sainz, até que o encontramos parado, caído. Paramos para ajudar e depois ele pediu para sair na nossa frente. Esperamos a poeira abaixar e perdemos um pouco de ritmo. Como não temos mais chances de vitória, jogamos pelo time”, explicou Maurício Neves.

Nasser Al-Attiya comemorou sua segunda vitória seguida em especiais. “Foi um dia muito bom. Fechamos em primeiro e estou muito feliz. Mas não foi fácil, foi realmente um dia muito longo e difícil. Está sendo ótimo competir no Brasil, o país é fantástico, único, e quero vencer esta corrida. Será muito bom para mim”, acredita o catarense.

Reduzido – Os caminhões, como ontem, tiveram a especial reduzida, devido a uma descida de serra que poderia colocar em risco a segurança dos pilotos e navegadores. A etapa para os trios foi de cerca de 70 quilômetros cronometrados. Em pouco mais de uma hora, o time Edu Piano/ Davi Fonseca/ Sólon Mendes confirmou novamente o melhor tempo com seu Ford 4000. Amable Barrasa/ Guilherme Petrine/ Raphael Bettoni (Ford 4000) garantiu a segunda melhor marca, seguido por Guido Salvini/ Weidner Moreira/ Fernando Chwaigert (Mercedes-Benz Atego 1725).

“Tiramos proveito do que nosso Mercedes-Benz Atego tem de melhor, que é a potência e robustez. Conseguimos recuperar um tempo bastante significativo, e sabemos que essa busca ainda é longa. Isso nos deixa bastante animados. Essa competição ainda vai dar o que falar”, disse Guido Salvini.

O piloto da equipe Petrobrás, André Azevedo, teve problemas com seu caminhão nesta etapa, e por isso finalizou em quinto lugar. “Tivemos uma quebra no suporte do amortecedor dianteiro esquerdo, andando assim nos últimos 50 quilômetros da especial de hoje. Sem este suporte não tem a ação dos amortecedores dianteiros, tirando totalmente o controle que tenho da direção do caminhão. Por causa disso, tive que andar bem devagar”, afirmou o competidor do Mercedes-Benz Ateto 1725.

O Rally dos Sertões 2009 é patrocinado por Petrobras e apoiado pelos Governos dos Estados de Goiás, Tocantins e Rio Grande do Norte, Ministério do Turismo, Goiás Turismo, Shopping Flamboyant, DCCO – Geradores e Motores Cummins, SAMA, Mitsubishi Motors e MACBOOT. O evento ainda conta com supervisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).

Resultados (não-oficiais, após quatro etapas):

Carros (especial)
1º – Nasser Al Attiya/ Timo Gottschalk, VW Race Touareg 2 – 4h29min26s8
2º – Carlos Sainz/ Lucas Sebastian, VW Race Touareg 2 – 4h31min36s9
3º – Maurício Neves/ Eduardo Bampi, VW Race Touareg 2 – 4h35min57s9
4º – Jean Azevedo/ Youssef Haddad, Mitsubishi L200 Evolution – 4h55min55s9
5º – João Franciosi/ Rafael Capoani, Sherpa – 5h12min35s2
6º – Roberto Reijers/ Marcos Almeida, Ford Ranger – 5h16min07s4
7º – Reinaldo Varela/ Marcos Macedo, Mitsubishi L200 – 5h18min13s0
8º – José Savaya/ André Savaya, Mitsubishi L200 – 5h20min03s3
9º – Riamburgo Ximenes/ Stanger Eller, Mitsubishi L200 Evolution – 5h20min42s8
10º – Adriano Leão/ Rodrigo Augusto Costa, Mitsubishi L200 Evolution – 5h26min56s0

Carros (tempo acumulado)
1º – Nasser Al Attiya/ Timo Gottschalk, VW Race Touareg 2 – 14h51min59s2
2º – Carlos Sainz/ Lucas Sebastian, VW Race Touareg 2 – 14h53min26s5
3º – Jean Azevedo/ Youssef Haddad, Mitsubishi L200 Evolution – 16h20min41s9
4º – Riamburgo Ximenes/ Stanger Eller, Mitsubishi L200 Evolution – 16h48min07s8
5º – Roberto Reijers/ Marcos Almeida, Ford Ranger – 17h21min31s9
6º – João Franciosi/ Rafael Capoani, Sherpa – 17h30min42s3
7º – Luiz Facco/ Silvio Deusdará, Mitsubishi L200 Evolution – 18h01min13s1
8º – Felipe Bibas/ Emerson Cavassin, Mitsubishi L200 Evolution – 18h30min05s7
9º – Romeu Franciosi/ Deco Muniz, Sherpa – 18h51min23s1
10º – Richard Vaders/ José Antonio, Sherpa – 18h51min29s1

Caminhões (especial)
1º – Edu Piano/ Davi Fonseca/ Sólon Mendes, Ford F4000 – 1h05min31s9
2º – Amable Barrasa/ Guilherme Petrine/ Raphael Bettoni, Ford F4000 – 1h06min26s5
3º – Guido Salvini/ Weidner Moreira/ Fernando Chwaigert, Mercedes-Benz Atego 1725 – 1h11min52s7
4º – Ulysses Marinzeck/ Evandro Luiz/ Jose de Carvalho, Ford 1722E Cargo – 1h14min24s6
5º – André Azevedo/ Maykel Justo/ Ronaldo Pinto, Mercedes-Benz Ateto 1725 – 1h22min09s6
6º – Carlos Eduardo Ribeiro/ Fabio Tadeu/ Pedro de Lima, VW 13-180 – 1h32min22s8

Caminhões (tempo acumulado)
1º – Edu Piano/ Davi Fonseca/ Sólon Mendes, Ford F4000 – 10h46min10s3
2º – Amable Barrasa/ Guilherme Petrine/ Raphael Bettoni, Ford F4000 – 11h05min58s2
3º – André Azevedo/ Maykel Justo/ Ronaldo Pinto, Mercedes-Benz Ateto 1725 – 12h13min56s4
4º – Ulysses Marinzeck/ Evandro Luiz/ Jose de Carvalho, Ford 1722E Cargo –13h26min59s3
5º – Guido Salvini/ Weidner Moreira/ Fernando Chwaigert, Mercedes-Benz Atego 1725 – 13h30min07s8
6º – Carlos Eduardo Ribeiro/ Fabio Tadeu/ Pedro de Lima, VW 13-180 – 18h32min39s4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *