Rally dos Sertões: Lendário Marc Coma escreve o seu nome na história do Sertões

Piloto espanhol conquistou o seu primeiro título na prova; brasileiro Felipe Zanol surpreende com vice-campeonato

Um dia para entrar na história do Rally Internacional dos Sertões. Nesta sexta-feira (20/08), a galeria de campeões da maior aventura brasileira sobre rodas foi enriquecida com uma lenda do fora-de-estrada. Bicampeão do mítico Dakar e, agora, tetracampeão mundial de Rally Cross Country, o espanhol Marc Coma (KTM 690) conquistou o primeiro título do Sertões na sua carreira.

Oitavo colocado na 10ª especial, disputada nesta sexta, entre Sobral (CE) e Fortaleza (CE), Marc Coma sempre se manteve entre os três primeiros em todas as etapas disputadas anteriormente na edição comemorativa de 18 anos da prova – vencendo três delas. No final, o espanhol terminou quase 18 minutos à frente do brasileiro Felipe Zanol (Honda 450), que foi o vice-campeão – e o mais rápido no último trecho cronometrado.

“O rali foi bem longo. Agora é o momento de desfrutar a vitória. O Sertões tem características muito particulares, que você não encontra em lugar nenhum no mundo, só aqui no Brasil. As primeiras etapas foram muito difíceis para mim, pois uso uma moto pouco maior para as exigências deste tipo de rali”, comentou Coma.

“Foi uma pena o problema que tirou o Zé Hélio da briga pela vitória, mas isso tornou as coisas um pouco mais fáceis para mim”, continuou o espanhol, referindo-se ao problema que o pentacampeão do Sertões enfrentou logo na terceira etapa, quando uma pedra atingiu e furou a mangueira de óleo do seu intercooler e ele não conseguiu terminar a especial.

“Tive que guiar com muita concentração, sem cometer erros e sempre com o objetivo de terminar as especiais entre os três primeiros. Para mim, particularmente, era muito importante vencer aqui. É o título que me faltava, o último a vencer. Não poderia ficar sem ser campeão do Sertões, ainda mais neste que foi o rali de despedida da minha atual moto, já que agora teremos um equipamento atualizado nas próximas competições. E espero estar de volta aqui no próximo ano”, completou Coma.

Vice-campeão, Felipe Zanol foi a maior surpresa na categoria motos da 18ª edição. O piloto mineiro disputou o seu primeiro Sertões, desafiou a sua inexperiência em provas de Cross Country, e foi o maior vencedor de trechos cronometrados – quatro vitórias. Na terceira posição, o polonês Kuba Przygonski (KTM 690) completou a relação dos três melhores nas duas rodas.

“O resultado foi muito bom. É a minha primeira vez em um rali, porque antes eu disputava provas de enduro. Eu tinha pouco conhecimento de como funcionavam as coisas, como esta questão de trabalhar a tática para cada especial. O nível dos competidores foi altíssimo, e nossa equipe trabalhou muito bem. Meu mecânico virou madrugadas consertando a moto por causa de dois tombos nos primeiros dias do rali. Graças a Deus não me machuquei e isso me permitiu continuar lutando. Paguei pelos meus erros, mas a experiência adquirida aqui foi grandiosa, e, com certeza, vai me ajudar muito nas próximas competições. Ainda preciso aprender as malícias”, disse Zanol.

“Este ano o nível estava muito alto, com pilotos muito rápidos. Isso gerou alguns acidentes nas primeiras especiais porque todos estavam com um ritmo muito forte. Eu corro com uma moto grande, especial para o Dakar, então posso dizer que foi bem difícil para mim. De qualquer forma, ter disputado o Sertões foi muito bom para mim e estou muito feliz com o resultado, principalmente nos dois últimos estágios, que foram muito bons”, falou Kuba.

112 veículos completam o Rally dos Sertões 2010
A 18ª edição do Rally Internacional dos Sertões cumpriu o prometido e apresentou aos seus competidores um dos roteiros mais difíceis de sua história. No duro percurso de 4.486 quilômetros por seis Estados – Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Maranhão, Piauí e Ceará – em dez dias de prova, muitos veículos enfrentaram dificuldades e não chegaram à capital cearense nesta sexta-feira. Dos 155 que largaram – 70 motos, 60 carros, 15 quadris e 10 caminhões – no dia 11 de agosto, 112 conseguiram chegar ao Beach Park – 47 motos, 45 carros, 12 quadris e oito caminhões.

Informações do Posto Médico:
Nesta sexta-feira (20/08), a equipe médica do Rally Internacional dos Sertões voltou a entrar em ação, mas apenas atendendo casos sem gravidade.

Veja o resultado final da 18ª edição do Rally Internacional dos Sertões (categoria motos):
1º – Marc Coma (ESP) – KTM 690 – 25h52min42s3
2º – Felipe Zanol (BRA) – Honda 450 – 26h10min07s8
3º – Kuba Przygonski (POL) – KTM 690 – 26h32min26s8
4º – David Casteu (FRA) – Sherco Rally 450 – 26h44min00s1
5º – Dário Souza (BRA) – Honda 450 – 26h49min08s3
6º – Jacek Czachor (POL) – KTM 690 – 27h40min39s0
7º – Guto Klaumann (BRA) – Yamaha 450 – 27h58min59s2
8º – Ramon Sacilotti (BRA) – Yamaha 450 – 28h36min02s7
9º – Ramon Volkart (BRA) – BMW 450 – 28h59min01s3
10º – Norton Lopes (BRA) – Honda 450 – 29h15min44s2

Confira o resultado da especial Sobral (CE) – Fortaleza (CE) nas motos:
1º – Felipe Zanol (BRA) – Honda 450 – 01h15min01s4
2º – Kuba Przygonski (POL) – KTM 690 – 01h15min32s5
3º – Dário Souza (BRA) – Honda 450 – 01h16min32s1
4º – Jacek Czachor (POL) – KTM 690 – 01h19min14s6
5º – Norton Lopes (BRA) – Honda 450 – 01h19min26s1
6º – David Casteu (FRA) – Sherco Rally 450 – 01h19min39s6
7º – Felipe Prohens (CHI) – Honda 450 – 01h19min54s2
8º – Marc Coma (ESP) – KTM 690 – 01h19min56s1
9º – Guto Klaumann (BRA) – Yamaha 450 – 01h20min09s9
10º – Ramon Volkart – BMW 450 – 01h21min45s1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *