Rally: Facco e Deusdará vencem a última especial e terminam Velopioceará com missão cumprida

rova da modalidade de Cross Country de Velocidade, do Piocerá 2009, exigiu resistência, técnica e determinação das equipes que cruzaram a linha de chegada na noite de sábado (31))no Ceará e a equipe Acelera Siriema foi uma delas.

Erosões, trial, curvas, trechos sinuosos, serra, abismos, atoleiros e ainda o forte calor nordestino formaram parte do cenário do Velopiocerá 2009, que chegou ao fim no início da noite de sábado (31) na praia de Cumbuco, no litoral cearense. Após quatro etapas, ou seja, quatro provas diferentes dentro do mesmo rali que teve início na quarta (28) em Teresina no Piauí, os competidores cruzaram a linha de chegada vitoriosos por concluir este desafio.

Luiz Facco e Silvio Deusdará, da equipe Acelera Siriema, foram os mais rápidos da quarta e última especial, considerada uma das mais exaustivas da prova. A dupla concluiu o trecho cronometrado de 148 quilômetros em 2h10m38s entre os municípios de Forquilha e Tejuçuoca. No total foram percorridos 333 quilômetros no dia.

“Houve trechos de alta que atingimos 155km/h, mas foi uma especial que trabalhamos bastante com trechos travados, muita pedra solta, lama e ainda entradas escondidas pelo percurso. Mas no geral foi uma etapa muito gostosa e novamente como no primeiro e segundo dias, o conjunto esteve perfeito”, explica Facco.

O resultado promissor do último dia, aliado aos bons resultados da primeira e segunda etapas, não foram suficientes para compensar a penalização de 3h30 sofrida na etapa 3 por não concluírem a especial no tempo previsto, devido a uma peça do carro que os deixou na mão. A dupla manteve nos dois primeiros dias a segunda posição na Super Production e a terceiro lugar na geral e mostrou potencial para brigar pelo título. Ainda assim, finalizaram o Velopiocerá na sexta posição da categoria.

Se o incidente tivesse acontecido nos dois primeiros dias, a equipe tinha chances de se recuperar, porque a penalização aumentou somente a partir do terceiro dia de prova, mudando algumas regras. No entanto, isto não abateu a dupla que teve uma avaliação muito satisfatória do desempenho e concluiu o Velopiocerá com missão cumprida.

Deusdará que entrou às pressas na equipe no dia da largada (28) para substituir o navegador Walace Von Schmidt, elogia o bom aproveitamento e sintonia com o piloto. “Oportunidade única para mim e fiquei muito satisfeito em poder ajudar a equipe e correr com o Facco. Foi sensacional e acima das minhas expectativas nosso entrosamento logo nos primeiros quilômetros, sua pilotagem, os resultados positivos que obtivemos nas três etapas e todo o conjunto. Bom demais, só tenho a agradecer o convite”, diz o navegador cearense.

O piloto paulista que estreou no Velopiocerá nesta edição sai da prova bem animado para a temporada dos Campeonatos Paulista e Brasileiro de Cross Country, que têm início em março. “O aproveitamento foi muito positivo. Já na primeira prova do ano o desempenho do carro foi fantástico, fizemos alguns acertos e é super motivador pilotar um carro que corresponde às expectativas. Sem falar da experiência de conhecer o trabalho do Silvio. Além da boa sintonia, ele é tranquilo, equilibrado e um navegador nota 10, nos ajudou muito e foi um prazer tê-lo na equipe nesta prova”, finaliza Facco, que neste ano disputará os campeonatos pela categoria Super Production e com uma Mitsubishi L200 RS.

Velopiocerá 2009- Foram 1.200 quilômetros de percurso entre Piauí e Ceará, dos quais cerca de 460 de trechos cronometrados (reduzidos em três dos quatro dias de prova), quebras que deixaram alguns pelo caminho, mas de muita adrenalina e alta velocidade. Apesar do calor intenso que castigou os competidores, a chuva também apareceu por lá, dando mais emoção e formando grandes atoleiros. O Velopiocerá, modalidade Cross Country está há apenas três anos dentro do Piocerá, considerada a maior prova de rali de regularidade da América Latina com 22 anos de tradição. Com largadas alternadas a cada ano nos dois estados, a próxima edição se chamará Cerapió, pois começa no estado cearense e sempre nos anos pares.

Facco e Deusdará têm no currículo várias participações no Rally dos Sertões, RN 1500 e demais campeonatos da modalidade na temporada. Por esta razão, elogiaram a trilha e a pista prazerosa e as belas paisagens proporcionadas na prova, mas ressaltam que alguns detalhes podem ser modificados para o Velopiocerá se tornar cada vez melhor, como o fator segurança e uma boa planilha. Desta forma, a prova se consolidará no calendário de Cross Country e atrairá cada vez mais competidores de outros estados e até de outros países.

“Nos deparamos com diversos problemas de segurança e falhas importantes na planilha. Mas o que chamou a atenção foi o fato de o diretor de prova não ter acatado as sugestões dos competidores ao longo das etapas, como geralmente acontece em outras provas”, finaliza Facco que disputa vários campeonatos ao longo do ano e foi campeão do RN1500 em 2008 (Production) e Campeão Brasileiro de Rally Cross Country 2007 (Production Diesel).

Os Campeões do Velopiocerá 2009 foram nas respectivas categorias: Armando Bispo/Robleto Nicoletti (Production), Roberto Correa/Solon Mendes (Protótipo) e Reinando Iglesias/Rogério Medeiros (Super Production).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *