Rally: Neves e Maestrelli vencem a quarta de 2008

Dupla da ProMacchina mantém invencibilidade no certame e amplia liderança.

Etapa de Taubaté exigiu técnica e velocidade.

Maurício Neves e Clécio Maestrelli mantiveram a invencibilidade na disputa da Mitsubishi Cup Sudeste após vencerem a quarta etapa do certame, disputada hoje (sábado, 7), em Taubaté. A dupla curitibana venceu duas das três etapas disputadas num percurso de aproximadamente 30 km marcado por retas longas e trechos travados, o que provocou um elevado número de acidentes: apenas na classe L 200 RS Máster – que concentra os nomes mais importantes -, três carros capotaram. Com o resultado de hoje Neves e Maestrelli consolidaram também o melhor aproveitamento na temporada: seis primeiros lugares em 12 especiais. A classificação final do campeonato leva em conta os 15 melhores resultados em 21 provas.


 


Tal como ocorreu na etapa de Londrina, o traçado do Vale do Paraíba foi montado de forma a oferecer boa visibilidade aos pilotos e espectadores, que puderam acompanhar as provas desde duas arquibancadas localizadas em pontos estratégicos. De ambas era possível ver trechos travados e algumas das retas que permitiam acompanhar belos saltos dos carros mais velozes. Essa mistura de características foi elogiada por Maurício Neves:


 


“Eu sou suspeito para opinar sobre este circuito, pois prefiro pistas técnicas, e o circuito de Taubaté foi muito mais técnico que o montado em Londrina. Além de seqüências de curvas mistas o terreno também não permitia erros: além do desnível para a estrada as áreas de escape preocupavam pela quantidade de pedras e raízes de eucalipto, obstáculos que poderiam afetar irremediavelmente a suspensão e outros sistemas do carro.”


 


Para Clécio Maestrelli o resultado de Taubaté ganha em importância pela proximidade com a prova mais importante do cross country brasileiro, o Rally dos Sertões, que começa dia 17 em Goiânia:



“Tanto quanto manter a invencibilidade na Mitsubishi Cup, vamos motivados para o Rally dos Sertões. Afinal, a prova exigiu bastante da navegação e, principalmente, do entrosamento entre piloto e navegador. Os quase 30 km do traçado exigiam muita atenção e muita velocidade: já que virou rotina definir resultados por questão de segundos e até mesmo décimos de segundo”.


 


Para confirmar a declaração de Maestrelli basta olhar o resultado da terceira prova de hoje, onde Reinaldo Varela e Marcos Macedo ficaram em primeiro no tempo corrigido por apenas 3 segundos de vantagem sobre a dupla da equipe ProMacchina. O resultado da prova de hoje foi:


 


1.)  Maurício Neves/Clécio Maestrelli, 44 pontos


2.)  Reinaldo Varela/Marcos Macedo, 41


3.)  Marcos Cassol/ Beto Andreotti Neto, 36


4.)  Guiga Spinelli/Marcelo Vívolo, 27


5.)  Mauricio Bortolanza/Guilherme Bortolanza, 20


 Campeonato:


1.)  Maurício Neves e Clécio Maestrelli, 172 pontos


2.)  Reinaldo Varela e Marcos Macedo, 159


3.)  Guiga Spinelli e Marcelo Vívolo, 143


4.)  Edu Piano/Fausto Dallape, 123


5.)  Marcos Cassol e Beto Andreotti Neto, 109


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *