Rally: Palmas (TO) recebe o maior rali da América

No segundo dia de disputa no Rally dos Sertões, a Equipe Grupo Coral teve um momento de sorte e também de azar, nesta sexta-feira. A dupla Vanderlei Cassol e Rodrigo Melo teve uma quebra de motor no meio do trecho especial. Já a dupla Marcos Cassol e Rodrigo Melo terminou o segundo dia de competição na quinta colocação na geral e em segundo na categoria Super Production.

“Foi uma delícia”, assim Marcos Cassol começou a explicar como foi o seu dia no Rally dos Sertões. “Com alguns trechos travados no início do dia, mas a partir do quilômetro 170 a pista começou a ficar rápida e cada vez mais rápida até que atingimos a velocidade máxima e nos mantivemos por lá por muito tempo”, completou o goiano Cassol. O navegador Kleber Cincea ficou contente com a quinta colocação na geral e explicou que a navegação foi bastante tensa, mas também muito boa. “Não é muito fácil navegar num trecho rápido, já que num momento você está a 150 km/h e de um momento para o outro você tem uma curva. Isso assusta um pouco, mas é muito emocionante”, contou o navegador paulista.

Já a dupla Vanderlei Cassol e Rodrigo Melo quebraram no meio da especial e despencaram na classificação geral. “Foi muito chato quando sentimos o motor quebrar e estávamos numa posição boa e com boa margem para nosso antecessor”, contou o piloto Vanderlei. As dificuldades do trecho travado no início da especial foi destacada pelo navegador Rodrigo Melo. “Percebi que abrimos bastante do quinto colocado no trecho travado. Estávamos encostando no terceiro, quando houve a quebra”, contou o brasiliense.

Neste sábado a disputa começa na capital Palmas(TO) e vai até a cidade de Alto Parnaíba (MA). Neste terceiro dia de competição os competidores enfrentam a primeira Maratona, dia em que não pode haver apoio mecânico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *