Rally: Palmeirinha disputa na África do Sul segunda etapa do Mundial Cross Country

Dupla luso-brasileira utilizará prova sul-africana como preparação para o Rally dos Sertões.

O brasileiro Paulo Nobre, o Palmeirinha (Itaú Private Bank) já se encontra na África do Sul para a disputa da segunda etapa do Campeonato Mundial de Rali Cross Country. Com o nome de “African Heritage” (Herança Africana), a prova terá início em 27 de julho com o encerramento previsto para o dia 30, quando os competidores terão percorrido cerca de 1.380 km de especiais.

Palmeirinha competirá ao lado do navegador português Filipe Palmeiro e ambos estarão a bordo de uma BMW X3 da equipe alemã X-Raid. “Viemos para a África do Sul muito motivados e com o intuito de fazer uma boa prova e pontuar no Mundial, uma vez que não terminamos o Rally Transibérico. Esta etapa também servirá para chegarmos bem aquecidos no Sertões, que começa logo em seguida, no dia 8 de agosto”, disse Nobre.

O rali da África do Sul foi a única prova não disputada por Palmeirinha no Campeonato Mundial de Rali Cross Country em 2006, pois coincidiu justamente com o Rally dos Sertões do ano passado. “Como é a primeira vez que corremos aqui, pouco sei sobre essa prova, mas se comenta que tem partes bem “quebradeira” e outras bem similares ao Sertões. Tomara que seja verdade, assim essa competição servirá como uma “preparação de luxo” para a prova mais importante do ano para mim”, acrescentou o brasileiro.

A competição em solo sul-africano também marca o início de uma maratona para a dupla Paulo Nobre/Filipe Palmeiro e a equipe X-Raid. Isso porque, logo após o “African Heritage”, a atenção de Palmeirinha e sua equipe se voltará para o 15º Rally dos Sertões, que tem o início das atividades marcado para o dia 8 de agosto, em Goiânia (GO) e a chegada no dia 17, em Salvador (BA). E, apenas dez dias depois, terá início o Rally Por Las Pampas na Argentina, válido para 3ª etapa do Campeonato Mundial de Rali Cross Country. “Ao assinar meu novo contrato com a BMW disse que correr o Sertões era fundamental para mim e fiquei muito satisfeito ao ver todo o esforco que eles fizeram para eu poder disputar essas três provas seguidas. Mandaram um carro para a África do Sul e outro para o Brasil. O que vou correr aqui é o carro de teste da equipe, enquanto o que vou utilizar no Sertões é o meu carro titular, que após a prova brasileira segue direto para a Argentina.”, explicou Palmeirinha.

A primeira especial (trecho cronometrado) do Rally African Heritage contará com 90 km de percurso entre as cidades de East London e Fish River.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *