Rally: Salvini Racing tem surpresas para o 15º Rally dos Sertões

Carlos Salvini entrega a pilotagem do caminhão Mercedes-Benz Atego 1725 ao filho Guido Salvini no Rally dos Sertões. A equipe parte em busca do segundo título da competição off-road mais importante da América Latina.

Foram 14 anos de Rally dos Sertões. Até o ano passado, Carlos Salvini era o único competidor a participar de todas as edições deste evento. Tempos em que o piloto vivenciou fortes emoções, escreveu histórias de aprendizagem, coragem, determinação, superação e cooperativismo. Disputas nas quais Salvini provou todo o seu talento, e mesmo com a aproximação da idade, mas com intensa disposição e jovialidade, ele inspirou novos competidores e dava lições de pilotagem. É referência no cenário cross-country nacional, sendo um dos maiores e mais respeitados nomes que já tivemos em toda a história da modalidade.

Aos 64 anos (mais de 40 deles dedicados ao automobilismo), Carlos entregará em agosto o comando do caminhão Mercedes-Benz Atego 1725 ao filho Guido Salvini, para a disputa do 15º Rally dos Sertões. “O Guido tem feito um bom trabalho dentro de nossa equipe, nada mais justo que ele tenha uma oportunidade de apresentar seu trabalho na prova mais importante do off-road brasileiro. Nossos patrocinadores também esperam que haja uma natural substituição pela proximidade de minha aposentadoria. No entanto, isto não significa que vou parar definitivamente”, esclareceu Carlos.

O fato de Carlos deixar de correr este rali, não significa que no ano que vem ele não retornará. “De qualquer forma estarei participando como apoio e conselheiro da  equipe. E depois, posso voltar a disputar em outra categoria também”, adiantou o piloto, que neste Rally dos Sertões será chefe deste time. “Minha maior dificuldade, com certeza, será frear o ímpeto do Guido e cia”, brincou.

Guido assume a responsabilidade de dar seqüência aos excelentes resultados que o pai conquistou e ao que tudo indica, não decepcionará. O jovem piloto está na briga pelo título do Campeonato Brasileiro de Rally Cross-Country e mantém a liderança disparada do certame, tendo vencido as três etapas realizadas até o momento. “Quero aprender muito com esse rali, chegar ao final e, se possível, com a vitória. Preciso adquirir experiência para competir em provas ainda maiores. Tenho planos de disputa um Dakar”, confidenciou Guido.

Para a 15ª edição do Rally dos Sertões, Guido contará com a navegação de Weidner Moreira e com todo o conhecimento mecânico e de situações fora-de-estrada do co-piloto Fernando Chwaigter. A disputa largará de Goiânia, GO, no dia 8 de agosto, e terminará em Salvador, BA, no dia 17, após percorrer 4.776 quilômetros, pernoitando nas cidades de Minaçu, (GO), Palmas (TO), Alto Parnaíba (MA), São Raimundo Nonato (PI), Barra (BA), Lençóis (BA), Senhor do Bonfim (BA) e Aracaju (SE).

As vitórias no Brasileiro de Cross-Country não trazem tranqüilidade à Guido. “São eventos diferentes. O Sertões é uma prova grande, onde as vezes, você perde para você mesmo” Quero colocar em prática tudo o que eu aprendi ao lado do meu pai, ou seja, poupar o equipamento e ser rápido ao mesmo tempo”, falou.

Sem dúvida, Guido sentirá a responsabilidade de sentar no banco do pai, que tantos quilômetros rodou no Sertões e vários títulos conquistou. “Mas eu quero escrever a minha história. A presença do meu pai no rali será muito importante para mim, pois ele me dará conselhos e me chamará a atenção quando for necessário”, encerrou.

A equipe foi campeã do Rally dos Sertões de 2003, vice-campeã em 2004 e 2005, em 2006, venceu a categoria T4.2 – destinada aos caminhões pesados – e na geral, faturaram o 3º lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *