Rally: RN 1500 termina amanhã em Natal

As chuvas no Nordeste afetam o rali e causam prejuízos a prova. A organização do evento trabalha intensamente para contornar a situação, e hoje, as equipes largaram para a 3ª etapa com tempo bom.

A 12ª edição do RN 1500 entrará para a história do cross-country brasileiro como exemplo de superação e amor ao esporte brasileiro. Chove há uma semana em diversas áreas do Nordeste do Brasil, e desde a largada do rali, no dia 30 de abril, a equipe da KTC Competições e Eventos – promotora da competição – tem corrido contra o tempo para minimizar os estragos ocasionados no roteiro da prova. É perceptível o esforço dos organizadores, que não desanimam e trabalham ao máximo para fazer a disputa acontecer.

Depois de reduzir drasticamente o percurso da 1ª etapa (quinta-feira), a 2ª etapa (sexta-feira) foi cancelada. Segundo os organizadores do certame, trechos das trilhas entre Acari e Jucurutu foram alagados e uma ponte desmoronou. Os participantes seguiram para a cidade de Assú, e mesmo lamentando a notícia, reconhecem que as decisões tomadas foram para preservar a segurança de todos. “Temos aqui um grid com uma quantidade e qualidade técnica excepcional. É uma pena o que está acontecendo, pois a organização se empenhou bastante para realizar essa corrida, e agora, todo esse trabalho fica comprometido por conta do tempo ruim”, reconheceu o piloto Roberto Reijers.

Para a 3ª etapa, que largou hoje de Guamaré rumo a Natal, a expectativa é que tudo siga conforme o cronograma. A KTC enviou um grupo para avaliar as condições do trecho deste sábado, e as informações eram que não haviam pontos comprometidos. A especial tem 71 quilômetros, em duas voltas, onde as duplas enfrentarão barro, cascalho e areia. Até o momento do fechamento desta matéria, o tempo estava bom, com sol entre nuvens.

O RN 1500 terminará amanhã em Natal. Segundo o site do INPE, o final de semana terá tempo nublado, com mais pancadas de chuvas. A temperatura mínima será de 25 oC e máximas de 30 oC. A prova de encerramento, “Especial Costa Branca”, terá 113,20 quilômetros de muita areia, disputada praticamente a beira mar, no roteiro da Rota das Navegações.

Estado de alerta: De acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa do RN 1500, 20 cidades do Rio Grande do Norte declararam estado de calamidade pública, e 30 mil pessoas já foram prejudicadas. Os municípios de Assu (de onde a caravana do rali partiu hoje) e Inpanguaçu estão com boa parte dos seus territórios inundados. Cerca de 500 famílias estão desabrigadas. Haverá uma mobilização entre os participantes do rali para ajudar essas populações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *