Rally: Tony Almeida e Celio Di Pace não terminam Velopiocerá

É a única definição que podemos dar do Velopiocerá 2009, que teve trechos de altíssimas velocidades em todos os dias onde velocidades perto dos 160km eram alcançadas e logo em seguida trechos de trial, erosões, curvas fechadas, trechos sinuosos, serras, abismos, atoleiros e ainda o forte calor nordestino formaram parte do cenário dessa duríssima prova.

Na terça-feira (27/01) foi realizado em Teresina (PI) o prólogo para definir que dupla sairia na frente, como não valia pontuação nem tempo para somar ao restante da prova à dupla paraibana optou em poupar o equipamento e não andou forte, fazendo apenas o 8ª tempo na sua categoria (SPD) num total de 15 carros inscritos.

Quarta-feira (28/01) teve início o primeiro dos quatro dias de provas programados pela organização com 100km de trechos especiais, a dupla optou em andar bem forte nesse dia. “Realmente por ser o dia mais leve dos quatro programados pela organização decidimos andar muito rápido para poupar o equipamento nos demais dias e tudo vinha dando certo, já estávamos em quarto lugar, mas infelizmente no km 97 uma curva de 90 graus que não estava na planilha nos tirou da competição, víamos acima de 150km de velocidade em um trecho que não havia mudança de direção na planilha. Mas felizmente foram só danos materiais e são coisas de rally, que nos sirva de experiência para os próximos”, explicou o piloto Tony Almeida ao final do primeiro dia do Velopiocerá.

Quinta-feira (29/01) segundo dia de prova e uma especial de 175km pela frente de trechos cronometrados, a dupla largou na 21ª posição e ao longo do dia conseguiram passar 14 veículos, chegando na 7ª colocação na classificação geral do dia e ainda tiveram o mangote da turbina estourado no km12 da especial, o que não permitia que o veículo utilizasse toda potência do motor devido ao vazamento de pressão.

Sexta-feira (30/01) terceiro dia de prova e mais uma especial longa e duríssima. “E como foi dura essa especial a mais dura de toda competição, mas no km50 já estávamos em terceiro lugar nesse dia da prova. Quando mais uma vez aconteceu o que não devia, tivemos o intecooler e o radiador furados e tivemos que diminuir bastante nosso rítimo de prova e parar em todas as casas que encontrávamos pelo caminho para colocar água e chegar até o final da especial no tempo estabelecido pela organização para não ter mais nenhuma penalidade, conseguimos, mas resolvemos não largar no quarto dia de prova e abandonamos o Velopiocerá ao final dessa especial, mas a experiência adquirida vai nos ser bastante útil nos próximos rally’s e não temos muito do que reclamar, mesmo com três horas de penalização por conta do que aconteceu no primeiro dia e não participar da última especial, ficamos na nona colocação, acho que foi extremamente válido para nós”, disse Célio Di Pace navegador da dupla logo após o terceiro dia de prova.

Já em João Pessoa o piloto Tony Almeida e o navegador Célio Di Pace ficaram sabendo do resultado da competição e parabenizam a Dupla Reinaldo Iglesias / Rogério Medeiros pelo primeiro lugar na competição. “Se eu tivesse posto em prática os conselhos que recebi de Reinaldo antes da largada da 1ª especial, talvez tivéssemos obtido outro resultado nessa competição”, declarou Tony Almeida.

A dupla paraibana conta com patrocínio de: (ANS&F – Soluções Empresariais / Prontauto Serviços Automotivos / Se Ligue Locações de Geradores)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *