Rally: Willem e Doris van Hees após quebra sofrem acidente em deslocamento

A dupla chegou ao parque de apoio para ajustes no carro tarde da noite. O problema com foi com a turbina do Troller protótipo pouco depois da largada no segundo dia entre Rio Verde e Aruanã (GO).

A dupla da equipe Codipar Racing, teve problemas com a turbina do carro Troller protótipo logo após a largada da segunda etapa do Rally dos Sertões que saiu de Rio Verde para Aruanã, no estado de Goiás. Willem e Doris abandonaram a prova e enquanto seguiam em deslocamento em baixa velocidade, pois o carro não atingia velocidade foram surpreendidos por uma colisão na traseira feita por um casal de motocicleta.

Willem e Doris prestaram toda a assistência ao casal e realizaram os procedimentos legais, sem prejuízo nenhum para a dupla. “Reconheceram que estavam errados, foi o maior susto, a moça se machucou um pouco mais está tudo bem com ela. Mas, ficamos bastante tristes, não entendemos até agora como não nos viram”, lamentou o piloto.

A equipe esteve emprenhada durante a noite toda para que a dupla pudesse largar. “Vamos largar normalmente, o ajuste foi feito e agora é torcer para que dê tudo certo”, ressaltou Doris (navegador).

No terceiro dia de prova, nesta sexta-feira, dia 20, o deslocamento acontece de Aruanã até Araguapaz (GO) com 62 quilômetros. A especial é em estradas de fazenda bem rápidas, muitas lombas e curvas de nível. Os competidores encontrarão trilhas mais estreitas e passarão por uma região montanhosa de lindíssimo visual. No total serão tem 262 quilômetros de especial e termina próximo a Uruaçú (GO), prova técnica e completa, com todos os níveis: pedra, subida, descida, sinuoso. O deslocamento final será de 93 quilômetros até Niquelândia (GO).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *