Rally: Willem e Doris Van Hees não largam na segunda etapa do Rally dos Sertões

A dupla da Codipar Racing sofreu acidente com capotamento ontem durante a primeira especial, a equipe trabalhou duro desde as quatro da manhã, horário que o carro chegou ao parque de apoio em Minaçu (GO), mas não conseguiu terminar a tempo da largada para a segunda etapa do Rally dos Sertões com destino a Palmas (TO). Como é previsto em regulamento, é permitido um dos dias fora da competição (forfete), por isso Willem e Doris van Hees voltaram para o terceiro dia de prova.

Segundo a equipe médica o resgate da navegadora Doris foi complexo. “Na primeira etapa ocorreram alguns acidentes e com vítimas foram três. Piloto Antonio Escobar, acidente com fratura nos ossos da perna e ele está fora da prova. O Carlo Collet teve um acidente também com trauma no tórax, mas ele está muito bem e não foi impedido de continuar na prova. O terceiro acidente foi um capotamento muito sério, foi uma ribanceira de uns 30 metros, quase um precipício, onde o carro 239 caiu e a navegadora Doris teve uma lesão ligamentar no joelho e foi tirada de lá em um sistema de resgate super complexo, mas deu tudo certo. Está tudo bem e ela voltará para a competição na terceira etapa”, explicou o Dr. Clemar, chefe da equipe médica do Rally dos Sertões.

Willem (Troller 239) comenta como ficou o carro, após o acidente. “Bem destruído, estamos colocando a carenagem dianteiro nova. O eixo traseiro deslocou e os mecânicos trabalharam a todo o vapor para arrumar a tempo de largarmos na segunda etapa, mas infelizmente não deu. Foi uma grande acidente e isso prova que o carro é bastante seguro, A Doris recebeu permissão para continuar, mesmo com a lesão no joelho e estaremos na terceira etapa, com mais cautela agora depois do susto. Nosso objetivo é chegar em Salvador”, disse o piloto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *