Rally: Wilton Godinho tem problemas antes da largada do Rally dos Sertões

Vazamento de óleo no motor da moto KTM nº 81 deixa o representante pernambucano de fora da primeira etapa do rali.

O primeiro dia de Rally Internacional dos Sertões começou difícil para a equipe Pernambuco Enduro & Rally Team. Durante um deslocamento de 249 quilômetros, entre a capital Goiana, até a cidade de Padre Bernardo, onde seria dada a largada da primeira especial da prova, Wilton Godinho percebeu a perda de potência na sua moto KTM 625 Rally. Era um vazamento de óleo no motor.

Mesmo assim, com muito cuidado, o piloto levou a moto para a linha de largada da etapa de velocidade. Chegando lá, o experiente piloto identificou um pequeno vazamento no motor da sua moto. “Cheguei até o local da largada e notei que o motor estava perdendo óleo. Verifiquei que um dos tubos flexíveis, que leva o óleo do deposito do chassi para o motor, estava furado”, comentou Godinho, que sabiamente suspendeu a largada. “Eu não podia partir para uma especial de mais de 300 quilômetros com problemas. Isso poderia ser fatal para o equipamento e para minha permanência na competição”, completou.

Mecânicos da equipe Bike Box abordaram o representante pernambucano, que relatou o ocorrido. Rapidamente a equipe se prontificou a ajudar Godinho, e em poucos minutos diagnosticaram o problema. O tubo flexível de lubrificação do motor estava roçando em uma das partes metálicas da moto e acabou furando.

Godinho então pediu mais uma ajuda aos prestativos amigos. Ele pegou uma carona para chegar até a cidade de Uruaçu (GO), onde sua equipe lhe aguardava para solucionar o problema. “Como essa não é uma peça de fácil desgaste, então não está na nossa lista de peças de reposição. O problema vai ser encontrar no sertão goiano uma peça de KTM”, comentou preocupado o mecânico do time pernambucano, Maurício Oliveira.

Já Godinho, espera contar mais uma vez com a colaboração das equipes de ponta para a solução do problema. “As equipes maiores geralmente competem de KTM e possivelmente devem ter uma peça sobressalente”, diz esperançoso. “No rali, apesar da acirrada competição, todos são solidários uns com os outros”, completa o piloto, que ainda tem esperança de alinhar sua moto para a largada da segunda etapa do Rally Internacional dos Sertões, nesta sexta-feira, dia 10.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *