Sertões Series: Guiga Spinelli vence em sua volta ao Brasil

Competidor ficou dois anos afastados das competições nacionais e voltou em grande estilo a bordo do Mitsubishi L200 Triton RS.

O Sertões Series, mais nova competição do off road nacional, disputou sua primeira etapa neste sábado (29/05), na cidade de Avaré (SP). Em prova marcada pela dificuldade no percurso, com muitas curvas, poucas retas e trechos que exigiam extrema habilidade de pilotos e navegadores, a dupla Guilherme Spinelli/Youssef Haddad sobressaiu e superou seus rivais, vencendo a prova com o tempo de 1h44min19s. Marcos Moraes e Flora Moraes (que substituiu Edu Sachs) marcaram o segundo melhor tempo, seguidos por Jean Azevedo e Emerson Cavassin.

Guiga não disputava uma prova no Brasil havia dois anos e comemorou o retorno em grande estilo. “Foi muito especial. Encaramos com muito prazer voltar a correr contra os melhores pilotos, carros e navegadores do Brasil em um evento muito bem organizado. Viemos com o objetivo de entender o carro nessas condições de rali e o resultado não poderia ter sido melhor, saímos extremamente satisfeitos. A expectativa era grande, mas fiquei mais surpreso do que poderia imaginar. A Triton RS foi impecável em todos os tipos de piso. O foco principal foi bem atingido e ainda tivemos esse resultado inesperado e um motivo de orgulho para toda essa equipe, que trabalhou muito no carro”, comemorou o campeão, que venceu no geral e na categoria etanol, homolgada neste ano pela CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country.

Marcos Moraes, que não pôde competir com seu navegador Edu Sachs – o diretor-técnico da Dunas Race foi o responsável pela elaboração do roteiro -, teve como parceiro sua esposa Flora e elogiou o trabalho da companheira. “A prova foi muito boa, o carro se comportou bem, a minha nova navegadora, a Flora, foi muito bem também, fizemos uma grande dupla. A equipe trabalhou bem na preparação e na manutenção do campeonato. Foi mais um grande dia para nós”, afirmou o piloto, que se mantém na liderança do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country.

“Fiquei satisfeita com meu desempenho, o segundo lugar na geral foi muito bom. O Marcos foi bem compreensivo. A minha responsabilidade era muito grande, já que ele estava na liderança do Campeonato Brasileiro de Rally, mas felizmente deu tudo certo”, comentou a estreante navegadora.

“A prova foi boa, exigiu bastante do nosso carro. Para a nossa equipe foi bem difícil, porque tivemos um problema com a direção hidráulica na metade da primeira volta. Na segunda, sofremos com um problema no motor, que ainda não sabemos o que é, mas o fez perder potência e praticamente nos arrastamos nos últimos 15 quilômetros. Agora temos praticamente dois meses para nos preparar para o Sertões e aprender com esses erros para que não se repitam”, finaliza o terceiro colocado Jean Azevedo, e vice líder do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country.

Confira os 30 primeiros nos carros:
1 – Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Etanol) – 1h44min19s80
2 – Marcos Moraes/Maria Flora Moraes (T1) – 1h47min25s50
3 – Jean Azevedo/Emerson Cavassin (T1) – 1h48min23s80
4 – Roberto Reijers/Rogério Almeida (T1) – 1h50min59s00
5 – Richard Vaders/José Antonio Spacassassi (T1) – 1h53min13s30
6 – Hugo Rodrigues/Kaique Bentivoglio (SProd) – 1h56min04s60
7 – Paulo Sérgio Pereira Lima/Daniel de Andrade Gay (SProd) – 1h56min08s10
8 – Rodrigo Miranda/Alessandro Fabrício (SProd) – 1h57min23s20
9 – Luiz Facco/Silvio Luiz Bastos (SProd) – 1h58min21s20
10 – Élson Cascão/Élson Menezes (T1) – 1h59min25s60
11 – Rodrigo Terpins/Kleber Cincea (T1) – 1h59min39s30
12 – Régis Braga Maia/Vinicius Castro (SProd) – 2h00min28s50
13 – Rodrigo Meinberg/Fausto Dallape (T2) – 2h02s23s40
14 – Eduardo More/Damon Alencar (SProd) – 2h03min14s40
15 – Michel Terpins/Beco Andreotti (T1) – 2h03min29s90
16 – José Jorge Sawaya/André Sawaya (T1) – 2h06min00s50
17 – Luis Claudio Ahrends/Fernando Monta Filho (T1) – 2h06min49s80
18 – Marcos Vinicius Kffuri/Rodrigo Rocha Czech (T2) – 2h08min33s70
19 – Ivan Machado Terni/Carlos Henrique Lambert (T2) – 2h10min35s70
20 – Elcio Antonio Bardeli/Eric Francozi (SProd) – 2h11min18s40
21 – Leandro Torres/Luis Henrique Arena (T2) – 2h13min13s20
22 – Marcelo Marchese Damini/Eduardo Pereira e Costa (SProd) – 2h15min02s30
23 – Leonardo Rodrigues Dantas/Filipe Bianchini (T2) – 2h17min00s20
24 – Arnaldo Pasmanik/Rafael Tucano (SProd) – 2h17min20s90
25 – Walter Bussadori/Luiz Claudio Gehring (SProd) – 2h25min19s30
26 – Ilo Diehl dos Santos/Ronaldo Coelho (T2) – 2h25min55s00
27 – Günter Hinkelmann/Roberto Manoel Gonçalves (Etanol) – 2h34min46s30
28 – Willem Van Hees/Doris Van Hees (T2) – 2h38min21s80
29 – Edson Nolé/Silvio Pelegrini (T2) – 3h57min33s50
30 – Luiz Claudio Parente/Glauco Rocha de Alencastro (T2) – 4h41min58s60

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *