Spyder Race: Hyppolito Martinez vence terceira etapa da temporada

Piloto da equipe AT Auto Sports quebrou a hegemonia do líder Fabio Perez e renasceu no campeonato. Pela classe Light, nova vitória de Rony Martins.

Pela primeira vez no ano, uma prova livre de problemas mecânicos. E uma vitória trabalhada com a experiência de quem ganhou cinco corridas no campeonato do ano passado. O paulista Hyppolito Martinez faturou neste domingo (6/4), em Interlagos, a terceira etapa da Spyder Race e quebrou a hegemonia do líder Fabio Perez na temporada 2008 da categoria.

Distante dos problemas de câmbio que o atrapalharam nas duas primeiras provas do ano, o piloto da equipe AT Auto Sports espantou o azar e conquistou com relativa tranqüilidade a etapa deste domingo. Fernando Fortes, da SP Mec, foi novamente o segundo, seguido pela dupla da RJ Racing Rony Martins – da classe Light –, e Antonio Avallone Jr.

Terceiro no grid, Martinez conquistou a liderança antes mesmo da entrada do safety car, ocorrida na oitava volta em virtude da batida de Ivan Mendes na segunda perna do “Esse do Senna”. E se manteve na ponta até a bandeirada. O pole position Fabio Perez, com problemas de câmbio, perdeu posições e abandonou a quatro voltas do final.

“Meu carro esteve perfeito hoje, e devo um presente especial a minha equipe pelo ótimo trabalho feito no nosso câmbio. Depois de duas etapas difíceis, conseguimos completar a prova toda sem nenhuma complicação e isso foi decisivo para que eu pudesse me concentrar na vitória”, declarou Martinez.

A entrada do safety car deu ainda mais emoção à disputa pela vice-liderança, que só foi decidida na penúltima volta. Antonio Avallone, que ocupava a segunda posição no final da corrida, rodou no “Esse do Senna” após pegar óleo na pista, e deixou o caminho livre para a ultrapassagem de Fernando Fortes e Rony Martins.

“Reconheço que tive sorte hoje, porque fiz uma corrida muito mais para defender posições do que para atacar”, disse Fortes. Ele próprio escorregou no óleo que vitimou o adversário, mas conseguiu se manter na pista. “Meu carro saía muito de frente e eu sabia que, dificilmente, poderia ir além do quarto lugar. Mas, com o abandono do Fabio (Perez) e a rodada do Avallone, acabei subindo para segundo”, reconheceu o piloto.

Para Avallone, a etapa deste domingo representou a primeira corrida no ano em que seu carro passou a ser equipado com injeção eletrônica de combustível. O regulamento da Spyder Race ainda permite o uso de motores carburados, e a opção por um dos sistemas de alimentação depende de cada equipe.

“Estamos mais competitivos com o uso da injeção, e fiz uma boa corrida. Só faltou um pouco de sorte, mas são coisas de corrida. Larguei em nono por ter tido um pneu furado na classificação, mas consegui me recuperar e, por apenas uma volta, não terminei em segundo”, declarou o vice-campeão do ano passado.

Rony Martins mais uma vez “sobrou” na classe Light, que utiliza o mesmo equipamento da classe principal e só faz distinção em relação ao nível de experiência dos pilotos. Quinto colocado no grid geral e pole na categoria, ele acredita que poderia ter disputado a vitória na classe principal, mas foi mais uma vítima dos problemas de câmbio e terminou em terceiro.

“Meu carro estava ótimo, mas antes mesmo da entrada do safety car perdi a segunda marcha, e isso me prejudicou bastante. Foi uma infelicidade. Há quatro corridas estávamos usando o mesmo câmbio, sem problemas, mas a revisão de rotina não foi suficiente para impedir problemas desta vez”, encerrou.

O líder da classe Light, no entanto, é José Cardoso, que após vencer a primeira corrida do ano tem apostado na regularidade para se manter na ponta. Neste domingo, ele foi o terceiro, logo atrás de Alexandre Miranda.

O resultado completo da terceira etapa da Spyder Race foi o seguinte:

1) Hyppolito Martinez, 24 voltas em 46min41s240
2) Fernando Fortes, a 5s617
3) Rony Martins (L), a 7s978
4) Antonio Avallone Jr., a 10s570
5) Ricardo Kraft, a 14s362
6) Henrique José, a 20s370
7) Celso Freitas, a 23s700
8) Sérgio Pistilli, a 23s923
9) Alexandre Miranda (L), a 28s243
10) José Cardoso (L), a 28s470
11) Jeferson Leandrini (L), a 58s385
12) Jacomo Sanzone (L), a 58s421
13) Evandro Pelati (L), a 1min03s179
14) Mauro Fiamma (L), a 1min03s561
15) Yassuhiro Sassaki (L), a 1min31s247
16) Douglas Meireles (L), a 1min35s361
17) Rodrigo Posses, a 1 volta
18) Paulo Kato (L), a 1 volta
19) Renan Guerra, a 2 voltas
20) Fábio Perez, a 6 voltas
21) Ronaldo Kastropil, a 6 voltas
22) Matheus Maccari, a 12 voltas
23) Ivan Mendes, a 17 voltas
24) Alfredo Landsberger (L), a 22 voltas
25) Gustavo Martins, a 22 voltas
26) Marco Cozzi, a 24 voltas

Após três etapas, a classificação geral da Spyder Race é a seguinte:

1) Fabio Perez, 44
2) Antonio Avallone Jr., 40
3) Fernando Fortes, 30
4) Celso Freitas, 28
5) Hyppolito Martinez, 27
6) Sergio Pistili, 22
7) Ricardo Kraft, 18
8) Ivan Mendes, 12
9) Henrique Jose, 11
10) Rodrigo Posses, 3
11) Renan Guerra, 2
12) Leandro Romera, 1

Após três etapas, a classificação geral da Spyder Race Light é a seguinte:

1) José Cardoso, 47
2) Rony Martins, 42
3) Alexandre Miranda, 27
4) Alfredo Landsberguer, 23
5) Mauro Fiamma, 20
6) Douglas Meireles, 14
7) Yassuhiro Sassaqui, 13
8) Jeferson Leandrini, 10
9) Jacomo Sanzone, 8
10) Evandro Pelati, 7
11) Paulo Andrade, 6
12) Alexandre Câmara, 3
13) Paulo Kato, 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *