Spyder Race: Sérgio Pistili e Jacomo Sanzone vencem em Interlagos

Enquanto Pistili chegou ao alto do pódio pela segunda vez na carreira, Sanzone conquistou sua primeira vitória na classe Light da categoria.

Um dia de caras novas no alto do pódio da Spyder Race. A quinta etapa da temporada 2009, disputada neste domingo (21) no autódromo de Interlagos, em São Paulo, não marcou com novas vitórias de Fabio Perez, Hyppolito Martinez ou Leandro Romera, mas sim o triunfo de dois pilotos ainda pouco habituados aos troféus de primeiro lugar.

Na classe principal, o melhor colocado foi Sérgio Pistili, que largou na pole position e conquistou sua segunda vitória na competição – a primeira havia ocorrido na sexta etapa do campeonato do ano passado. Já na classe Light, o vencedor foi Jacomo Sanzone, que estreou na Spyder Race em 2008 e completou sua semana mais competitiva na categoria neste domingo.

“Estou muito feliz com o resultado, e devo essa conquista ao trabalho de toda a equipe”, comentou Pistili. “Fiz minha parte, pilotando de forma constante durante toda a prova, mas não teria conseguido terminar na frente sem o bom carro que tive nas mãos. No começo cheguei a perder a liderança, mas logo recuperei a ponta e, no final, ainda pude controlar a aproximação do segundo colocado. Esta é minha segunda vitória, a primeira partindo da pole position, e espero manter esse rendimento nas próximas corridas”, declarou o vencedor geral.

Dos três maiores ganhadores em atividade na categoria, apenas o atual campeão Fabio Perez conquistou um bom resultado na quinta etapa da temporada. Ele foi o segundo colocado, e se aproveitou das quebras de Fulvio Marote e de Hyppolito Martinez – que abandonaram a prova, coincidentemente, quando ocupavam a segunda colocação.

“Tentei me aproximar do Pistili no final, mas estava difícil”, disse o novo líder isolado do campeonato. “Mesmo assim, a corrida foi boa porque representou a conquista de pontos importantes na tabela. Além disso, notamos um problema no balanço do freio que já tinha me atrapalhado na última prova, e acredito que, na próxima corrida, já tenhamos condição de brigar novamente pela vitória”, acrescentou.

A corrida deste domingo em Interlagos começou com a boa largada de Fulvio Marote, que pulou da terceira para a primeira posição. Em poucas voltas o pelotão formado por ele, Pistili, Martinez e Perez abriu vantagem sobre os demais, comandados por Fernando Fortes.

A partir da metade da prova, no entanto, as baixas começaram a acontecer. Na volta 12 – de um total de 25 –, Fulvio deixou a pista na curva do Sol com a roda dianteira direita quebrada. “Estava difícil de conseguir passar o Pistili, que tinha um motor muito bom nas retas. Não sei se eu conseguiria vencer, mas com certeza terminaria essa corrida entre os três primeiros”, lamentou.

Hyppolito levou algumas voltas para superar Fabio Perez, e logo que ganhou a terceira posição de seu principal rival na disputa pelo título, herdou, também, o segundo posto de Fulvio Marote. Na volta seguinte, no entanto, foi a vez dele próprio deixar a pista, após a quebra da suspensão traseira direita de seu carro.

“Tive boa disputa com o Perez, que é um piloto muito limpo e correto. Não tive a chance de brigar pela vitória, mas fiquei contente porque meu carro está muito bom. Nessa prova, fizemos tempos na casa de 1min44s, o que não costumava acontecer em ritmo de corrida”, declarou Martinez, que estabeleceu a volta mais rápida do dia em 1min44s453.

Fernando Fortes, o terceiro colocado, teve uma prova tranqüila, e chegou uma posição atrás de seu companheiro na equipe SP Mec. O mesmo não se pode dizer de Celso Freitas, que levou um toque na quarta volta e caiu para a 12ª posição. “Foi um incidente de corrida, e acabei tendo que me recuperar. Consegui ganhar posições e cheguei em quarto, o que considero uma vitória diante de tudo o que aconteceu”, comentou.

Pela classe Light, foi impossível deixar de notar a alegria de Jacomo Sanzone com sua primeira vitória. Em sua semana mais competitiva desde que estreou na categoria, Jacomo já esperava brigar pelo pódio, e festejou em dobro o resultado que começou a ser construído ainda na largada.

“Minha primeira vitória já tinha escapado duas vezes, quando acabei envolvido em acidentes em provas que liderava, mas neste domingo deu tudo certo”, comemorou. “Na quinta-feira consegui tempos muitos bons, os melhores que já tinha feito nessa pista, e continuamos evoluindo até a classificação de sábado. Minha preocupação maior foi manter o segundo lugar na largada, e procurei acompanhar o (Marco) Cozzi para tentar a ultrapassagem no final da corrida. Mas ele acabou abandonando”, comentou o vencedor. Cozzi deixou a disputa na 14ª volta, com o câmbio quebrado.

A segunda posição na categoria Light ficou com Raijan Mascarello, que se tornou uma das figuras mais pitorescas da Spyder Race por estrear na competição depois de começar a carreira nas pistas de autocross.

“Meu carro apresentou uma falhação no motor desde os treinos livres, que não conseguimos resolver. Eu sabia que teria uma prova difícil, e corri apenas para marcar pontos. Por isso ter chegado em segundo, mesmo ajudado pelos problemas de alguns competidores, foi excelente. Posso dizer que esse resultado foi conquistado na raça”, declarou.

A próxima corrida da Spyder Race está marcada para o dia 26 de julho. A temporada de 2009 terá dez provas, sendo duas delas no estado do Paraná. A etapa de Londrina será no dia 06 de setembro, e a de Curitiba, no dia 18 de outubro. Confira o resultado completo da quinta corrida do ano:

1) Sérgio Pistili
2) Fabio Perez
3) Fernando Forte
4) Celso Freitas
5) Jacomo Sanzoni (L)
6) José Cardoso
7) Raijan Mascarello (L)
8) Ricardo Cardoso (L)
9) Ecandro Pelati (L)
10) Sandro Freitas (L)
11) Ronaldo Kastropil (L)
12) Marco Cozzi (L)
13) Paulo Kato (L)
14) Hyppolito Martinez
15) Fulvio Marote
16) Henrique Assunção
17) Alfredo Landsberger (L)
18) Rodrigo Posses

(L) – Piloto da Classe Light

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *