Stock: Acidentes Alheios Prejudicam Red Bull Racing em Interlagos

Atingido por Starostik na primeira volta, Hoover se recupera e chega em décimo na abertura da Stock Car 2008; Serrinha abandona após choque com Nonô.

O Sobrenatural de Almeida de Nélson Rodrigues não esteve do lado da Red Bull Racing na abertura da temporada 2008 da Copa Nextel Stock Car em Interlagos: Hoover Orsi e Daniel Serra foram atingidos por carros fora de controle e não puderam brigar pelas primeiras posições, como a performance dos dois Chevrolet Astra da equipe sugeria possível.

O azar de Hoover veio logo na primeira volta. O sul-mato-grossense caiu para último lugar após ser rodado pelo carro desgovernado de William Starostik, que errou a freada para o “S” do Senna e passou reto.

Já Serrinha “sobreviveu” por mais seis voltas. No sétimo turno, em relargada provocada após forte acidente com Thiago Marques na Descida do Lago, o paulista demonstrou grande reflexo ao evitar o carro de Luciano Burti, que rodou na entrada da Curva do Sol, mas nada pôde fazer quando um segundo carro, de Nonô Figueiredo, também atravessou a pista após chocar-se com Valdeno Brito. O Astra de Serrinha saiu do chão com a violência do impacto, e ainda sofreu uma segunda pancada contra o guard-rail. Serrinha, Nonô e Marques nada sofreram.

A essa altura, o paciente Hoover já havia recuperado 11 posições, subindo de 34º para 23º. À medida que rivais envolviam-se em incidentes ou abandonavam com problemas mecânicos – categoria que incluiu o pole position Ingo Hoffmann, que sequer completou a primeira volta com problemas de diferencial – e Hoover realizava ultrapassagens, a zona de pontuação foi se aproximando.

Uma mudança de estratégia também foi crucial para o resultado do sul-mato-grossense, que cruzou a linha de chegada em décimo lugar. A equipe Red Bull Racing chamou Hoover para o pitstop mandatório de reabastecimento – novidade para a temporada 2008 – logo na abertura da janela de pits, na oitava volta. Resultado: Hoover teve pista limpa para ser um dos carros mais rápidos na pista.

Após a parada no box, o ritmo de corrida de Hoover era similar ao de Marcos Gomes, da Medley/A. Mattheis, o que fazia da dupla os mais velozes da prova. Para Marquinho, o ritmo traduziu-se na superação dos ponteiros anteriores, Thiago Camilo e Cacá Bueno, e na segunda vitória consecutiva para o piloto, que havia vencido a última prova de 2007.

O campeonato tem Gomes como líder com 25 pontos, à frente de Camilo e Cacá. Hoover é o décimo, com seis pontos. A Stock Car 2008 se reúne novamente em Brasília, palco da última vitória da Red Bull Racing com Hoover ano passado, no dia 4 de maio próximo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *