Stock: Antonio Jorge Neto é o 9º. Já David Muffato teve problemas na classificação

Neste sábado (9 de agosto) foi realizada a tomada de tempos para a primeira corrida da Stock Car em circuitos de rua. Os pilotos tiveram que enfrentar o forte calor baiano de Salvador e as indefinições do traçado. Depois dos treinos de ontem, sexta-feira, foi decidido que as chicanes seriam retiradas. Isto realmente aconteceu e foi realizado um treino extra de 10 minutos para os pilotos conhecerem melhor o novo traçado. Depois deste treino, foi decidido que voltaria apenas uma das chicanes. Esta medida diminuiu muito o numero de bandeiras vermelhas. Mas, conseqüentemente, obrigou os pilotos novamente se prepararem para mais uma opção de traçado. A Itaipava Racing Team, que esteve na pista com Antonio Jorge Neto (Itaipava/Eurofarma/Pilão) e David Muffato (Itaipava/Pilão/Scott), enfrentou algumas dificuldades nos treinos. Mesmo assim a equipe largará entre os dez primeiros: Neto é o 9º e David o 29º. Eduardo Bassani, engenheiro do time, falou sobre a tomada de tempos. “Foi uma tomada bem confusa para nós. Primeiro tiraram a chicane e depois voltaram. Depois enfrentamos problemas crônicos nos freios do David. Não sabemos se é disco de freios ou pastilha. Algum componente não funciona. Na tentativa de solucionar este problema ainda perdemos parte do treino classificatório. Já o Neto também teve problemas de freios, mas conseguimos trabalhar mais no desenvolvimento do carro. Estar largando em 9º não é tão ruim. Mas tínhamos condições de estar mais à frente. O David, largando lá trás, terá que fazer uma corrida bem consciente”, disse o engenheiro.

Antonio Jorge Neto

 

“Meu carro não estava 100%. Acredito que conseguiríamos tirar mais um pouco no acerto. Mas não é tão ruim largar entre os dez. Infelizmente também tive problemas com os freios. O nosso ponto mais difícil na pista é justamente no ponto das freadas. Se conseguíssemos frear como os outros, a nossa situação seria bem diferente. Para a corrida é pensar em marcar pontos. Estou bem perto da zona do playoff (11º) e pontos serão essenciais pensando no campeonato. Vamos pensar em um carro bem equilibrado para a prova”. 

 

David Muffato

 

“Foi uma tomada de tempos muito difícil. Primeiro decidimos trocar alguns componentes dos freios e perdemos o inicio da classificação. Com pouco tempo na pista não pudemos mexer no acerto. Mas desde a etapa de São Paulo venho sofrendo com os freios. E aqui, para realizar uma volta rápida, a boa freada é essencial. Também saímos com a calibragem que não ficou tão boa. Andei pouco e os pneus não esquentaram o suficiente. Para a corrida, estamos pensando em fazer alguns testes. Neste circuito não é tão fácil ultrapassar, por isso, como estou largando bem atrás, vamos pensar em alguma coisa diferente”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *